O governador eleito Fábio Mitidieri garante retribuir votos com o desenvolvimento de SE

Publicada: 07/11/2022 às 9:51

Por Aldaci de Souza – Agência de Notícias Alese

Fábio Mitidieri governará Sergipe a partir de 1 de janeiro de 2023

 

Com a conquista de 623 mil 851 votos válidos, o deputado federal Fábio Cruz Mitidieri, foi eleito governador de Sergipe no pleito do último domingo, 30. Ele disputou com o senador Rogério Carvalho (PT), que obteve 582 mil 940 votos. A diferença entre os dois  foi de 40 mil 911 votos.

Fábio Mitidieri iniciou a campanha eleitoral com a terceira colocação nas pesquisas; terminou o primeiro turno como segundo colocado e ganhou de virada, com apoio do atual governador (Belivaldo Chagas), do prefeito de Aracaju (Edvaldo Nogueira), de vários prefeitos e da maioria dos atuais deputados estaduais e dos novatos, eleitos no último dia 2 de outubro.

Faltando poucos dias para o pleito do 2º turno, Fábio Mitidieri foi hospitalizado, com diagnóstico de estafa e desidratação, sendo liberado pela equipe médica, na véspera da eleição. Tão logo teve o nome confirmado governador de Sergipe pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ele agradeceu aos eleitores. “Agradeço cada voto de confiança recebido dos sergipanos e garanto que retribuirei com muito trabalho e dedicação em prol do desenvolvimento de Sergipe”, disse  ressaltando que ele o vice Zezinho Sobral continuarão trabalhando pelo estado e pelo povo.

Função

Os governadores ocupam o mais importante cargo político de um estado, com a finalidade de administrar e promover políticas públicas voltadas para o desenvolvimento dos municípios, por meio de investimentos principalmente nas áreas consideradas essenciais a exemplo da Saúde, Educação e Segurança Pública. No Brasil são 27 governadores que atuam nos 26 estados e no Distrito Federal.

São escolhidos por eleição para um mandato de quatro anos de duração. Os governadores podem propor por meio de

Zezinho Sobral, vice-governador eleito, toma posse em 1 de janeiro de 2023

projetos de autoria do Poder Executivo e têm o direito de vetar ou sancionar as leis aprovadas pelos deputados estaduais. Geralmente atuam em cooperação com o Governo Federal, no sentido de buscar investimentos necessários para administrar os estados aos quais governam.

Precisam ter pelo menos, 30 anos; nacionalidade brasileira; serem filiados a algum partido; residir no estado em que estão concorrendo ao cargo e terem plenitude sobre os seus direitos políticos.

Os vices-governadores auxiliam os governadores, promovendo ações necessárias de apoio administrativo dando suporte quanto ao apoio e ao desenvolvimento econômico, político e social do Estado, que implica articulações e relações institucionais com todas as esferas de Governo. Eles substituem os governadores caso estes renunciem, sejam afastados do poder ou precisem ausentar-se do cargo temporariamente.

Votação

Ao todo, Sergipe tem 1.671.801 eleitores aptos a votar nos 75 municípios do Estado. Deste total, 1.353.538 foram às urnas este ano, sendo que 3,49% votaram em branco e 7,35% nulo, somando 146.747 votos. Outros 318.263 sergipanos não compareceram às urnas.

O novo governador de Sergipe venceu em vários municípios, a exemplo de Aracaju, obtendo 187 mil 048 votos  (60,76%) e de Nossa Senhora do Socorro, conquistando 47 mil 502 votos válidos (57,58%).

Fábio Mitidieri, concorreu ao pleito pela coligação Novo Tempo pra Sergipe, formada pelos partidos: PDT/PSC/União/Republicanos/PP/PSD e Avante; tendo como vice-governador na chapa, o empresário, ex-secretário estadual e atual deputado estadual, Zezinho Sobral (PDT). 

Dessa coligação, fazem parte os deputados estaduais Luciano Bispo (PSD) – atual presidente da Alese-,  Jeferson Andrade (PSD)- primeiro secretário da Alese-, a deputada Maisa Mitidieri (PSD) – terceira secretária da Mesa Diretora da Alese -, o deputado Adailton Martins (PSD); Luciano Pimentel (PP)- segundo secretário da Alese –  e Garibalde Mendonça (PDT). 

Dos deputados eleitos, este ano, fazem parte da coligação que dará sustentação ao novo governador de Sergipe: Jorginho Araújo (PSD); Neto Batalha (PP); pelo partido União Brasil: Christiano Cavalcante, Marcelo Sobral, Kaká Santos e Luizão Dona Trampi e pelo Partido Republicanos: as deputadas Lidiane Lucena, Carminha e Áurea Ribeiro. Aqui você sabe mais sobre os novos deputados eleitos, que vão estar na composição da Assembleia Legislativa de Sergipe em 2023.

Biografia

Fábio Mitidieri, nasceu em Aracaju; tem 45 anos, é filho do ex-deputado estadual Luis Mitidieri e Sônia Maria Cruz Mitidieri; é casado com Érika Mitidieri e pai de três filhos. Formado em Administração, atuou em empresas até ser eleito como vereador de Aracaju em 2007, aos 27 anos. No mesmo período, aceitou o convite do então prefeito Edvaldo Nogueira para gerir a Secretaria Municipal de Esportes, onde implantou o projeto Bolsa Atleta, de apoio financeiro a atletas da capital. 

Foi secretário de Estado do Trabalho, tendo lançado o programa Economia Solidária, visando unir pequenos empreendedores, organizá-los em cooperativas e buscar a geração de economia em grande escala. À frente da pasta, criou mais de 10 mil empregos.

Em 2014, foi eleito deputado federal. Em 2018, foi reeleito com o maior número de votos em Sergipe para a Câmara Federal e o quarto mais votado, proporcionalmente, do país. Na Câmara Federal, destinou emendas na área da Educação, Saúde, Infraestrutura, Esporte. Na área da Educação, foram R$ 8,8 milhões para construções de quadras, reestruturação do IFES de Itabaiana, ampliação da Escola Fundamental de Santo Amaro, aquisição de ônibus escolar.

Foi presidente da Comissão de Esporte da Câmara dos Deputados, membro da CPI das Órteses e Próteses; membro da CPI do BNDES; vice-presidente da Comissão Especial do Pacto Federativo; membro da CPI do Sistema Carcerário; membro da CPI do DPVAT; um dos autores da Frente Parlamentar Mista do Empreendedorismo e vice-líder do PSD na Câmara Federal.

Projetos

É autor do Projeto de Lei 399/2015, que objetiva viabilizar a comercialização de medicamentos que contenham extratos, substratos ou partes da planta Cannabis Sativa em sua formulação. Atualmente, o Projeto aguarda entrar na pauta de votação da Câmara Federal. Tramitada e aprovada em Comissão Especial na Câmara, o PL poderia seguir para discussão no Senado, mas a Mesa Diretora da Câmara acatou recurso solicitando votação em plenário.

Em 2016, votou contra o Impeachment de Dilma Rousseff; foi relator do 14º salário para aposentados e pensionistas do INSS, cujo projeto prevê o recebimento em dobro do abono anual para os segurados da Previdência Social e inclui os benefícios de pensão por morte, auxílio-doença, auxílio-acidente ou auxílio-reclusão.

Passado o período eleitoral, Fábio reassume no próximo dia 8 de novembro, a cadeira na Câmara Federal, para concluir o mandato de deputado. 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto: Câmara dos Deputados, Ascom Fábio Mitidieri, Assembleia de Sergipe

 

 

 

Outras notícias para você