Por Aldaci de Souza – Rede Alese

Policiais e Bombeiros Militares compareceram na manhã desta quarta-feira, 4, às galerias da Assembleia Legislativa de Sergipe, com a finalidade de acompanhar a votação do Projeto de Lei nº 10/2019 de autoria do Poder Executivo, que permite o pagamento do subsídio dos servidores militares aos policiais e bombeiros reformados. O direito foi confirmado após assinatura de um Termo de Ajustamento de Gestão, firmado entre o Governo do Estado e o Tribunal de Contas de Sergipe.

Sargento Eraldo da Hora: “Dia de glória”

Segundo o sargento Eraldo da Hora, representante da Associação dos Militares da Reserva e Pensionistas do Estado de Sergipe (Asmirp) a expectativa de aprovação  é muito grande. “Hoje é um dia de glória para os policiais e bombeiros militares da reserva, além de pensionistas, pois estamos aguardando há mais de um ano esse dia para que retorne o nosso direito que tínhamos conquistado há mais de 30 anos”, diz acrescentando que as categorias estavam tristes em ver os familiares sofrendo e com problemas de saúde a exemplo de diabetes e depressão.

 

“Nós agradecemos em primeiro lugar à Deus, que nos dá saúde, coragem, ânimo e sabedoria para lutarmos por uma classe tão importante que serviu à sociedade sergipana durante 30 anos, com honradez e dignidade e o estado esqueceu da gente. Hoje estamos muito felizes e acreditamos na sensibilidade dos nossos deputados que nesse momento vão restabelecer nossos direitos”, agradece lembrando que também estão presentes representantes de várias entidades que formam a Associação Unidas.

Acordo

Zezinho Sobral: “Expectativa de votação tranquila”

O líder do governo na Alese, deputado Zezinho Sobral (PODE), informou que o Projeto de Lei chegou na última sexta-feira, 29, foi lido na segunda-feira, 2 e distribuído com os parlamentares na terça-feira, 3. “E num acordo com os líderes da bancada, foi discutido que a gente daria celeridade à leitura e se não houver discordância naquilo que foi pactuado, a ideia é de que a gente possa votar com tranquilidade nessa manhã”, acredita.

 

 

Respeito

Capitão Samuel: “Negociaram com respeito e paciência”

O deputado Capitão Samuel (PSC) enfatizou o profissionalismo, respeito ao governador, paciência e forma de negociar por parte dos policiais militares e bombeiros, recuando. “Eles negociaram uma vez, deu errado, duas vezes, não foram para o embate; continuaram negociando e hoje chegaram a esse entendimento. Essa é a forma de os militares negociarem, sem prejudicar a sociedade e sem agredir o governador e os deputados desta Casa. Hoje com a votação unânime dos 24 deputados estaduais, demonstra que sabemos os direitos das categorias”, destaca.

O projeto está sendo votado nas comissões temáticas e a expectativa é de que seja aprovado por unanimidade no plenário da Assembleia Legislativa de Sergipe.

Foto: Jadilson Simões