Comemorado no sábado passado (6), o Dia Nacional dos Profissionais de Educação é, segundo a deputada estadual Maria Mendonça, o resgate histórico feito pela comunidade escolar aos trabalhadores da educação, e uma data para se lamentar. A parlamentar afirma que não há o devido reconhecimento a estes profissionais. “Assusta ver o governo não pagar em dia, parcelar os salários dos servidores”, comentou.

Maria Mendonça disse que a desvalorização de profissionais como professores, merendeiros, vigilantes e o corpo técnico/administrativo das escolas é um erro cometido a quem tem um papel educativo de grande importância. “As relações entre esses trabalhadores e os alunos devem proporcionar a criação de vínculos positivos para que a escola se constitua um espaço do aprender a aprender, aprender a ser e aprender a conviver”.
A repetição de movimentos grevistas nas escolas, de acordo com a parlamentar, além da depreciação das unidades de ensino, dos equipamentos e de materiais, são provas do desrespeito aos trabalhadores da educação. Maria criticou a postura dos governos com o ensino público e disse que o Estado não pode atribuir a culpa ao governo federal pelo descaso. “Compromete gerações, humilha e submete os mais necessitados da ação do governo, e que se constitui uma ampla maioria da nossa gente”, observou.
“As escolas estão depreciadas por falta de manutenção há anos. Parece ser mais interessante reformar o que sobra, do que manter as unidades de ensino em condições dignas de funcionamento”, destacou Maria Mendonça, que lamentou a realidade vivida por estes profissionais, especialmente no que diz respeito aos salários baixos. “Infelizmente não conseguimos enxergar nas ações externadas pelo governo do Estado tal comprometimento”.

 

Foto: César de Oliveira