Por Assessoria Parlamentar

No dia mundial do empreendedorismo feminino, celebrado hoje (19) a deputada estadual Maria Mendonça (PSDB) ressaltou que, mesmo em meio à pandemia, as mulheres continuam empreendendo mais que os homens, conforme revelou a última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com os dados, 9,3 milhões de brasileiras comandam os seus próprios negócios. Os números mostram que 34% das empresas abertas são delas e elas representam 48% dos microempreendedores individuais (MEI’s) registrados no país.

“As mulheres são naturalmente mais criativas, mais dispostas e estão sempre prontas para encarar novos desafios, mesmo com as multitarefas”, reconheceu a deputada estadual, autora da Lei que institui a política de estímulo ao empreendedorismo feminino no âmbito do Estado de Sergipe, sustentada em quatro eixos. “A lei, que já está em vigor em nosso Estado, teve uma excelente repercussão. Ela estimula o empreendedorismo feminino, garantindo a essas mulheres, capacitação, educação empreendedora, suporte tecnológico e linha de crédito diferenciada”, explicou a parlamentar.

Para a deputada, garantir que as mulheres empreendam de forma equânime, é permitir que elas saiam do cenário de violação de direitos que historicamente lhe é imposto. “Nós sabemos que a dependência financeira é um impeditivo para que a mulher reaja às agressões e abusos, muitas vezes cometidos por seus companheiros. Sem uma rede de apoio e sem esse suporte econômico, são obrigadas a permanecerem em relações tóxicas”, destacou Maria Mendonça, observando que estimular a independência é, na prática, uma forma de assegurar dignidade.