A deputada Maria Mendonça (PP), vice-presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Mulher, vibrou com a informação passada pela secretária de Estado da Mulher, Inclusão, Assistência Social do Trabalho e dos Direitos Humanos, Marta de Souza Leão, de que em mais ou menos oito meses, a sede da Casa da Mulher Brasileira deve estar sendo construída em Aracaju.

Em visita à secretária, no início da manhã do dia 23, junto com os demais membros da Frente, Maria destacou a importância da Casa da Mulher para garantir um espaço integrado e humanizado de modo a atender, de forma diferenciada, as vítimas de violência. A área para a construção da casa, explicou Maria, foi doada pelo Departamento de Patrimônio da União (DPU). “É um terreno que fica localizado na Avenida Maranhão, em Aracaju”, revelou a deputada.

Na estrutura, de acordo com a deputada, além do apoio psicossocial, haverá a participação de representantes de órgãos, a exemplo do Ministério Público, Defensoria Pública e Juizados que atuarão em parceria para oferecer um atendimento qualificado e serviços especializados às que sofrem qualquer tipo de violência. “Todos os setores trabalharão de forma integrada visando atender, em até três dias, aa demandas apresentadas, resguardando a mulher vítima de violência”, observou.

 

A Casa  – O espaço também abrigará atividades para a promoção da autonomia da mulher, com orientações para emprego e renda, além de proporcionar integração com toda a rede de atendimento e enfrentamento à violência contra a mulher, incluindo uma central de transportes que dará acesso a outros serviços. O objetivo principal é dissipar a violência doméstica dos lares brasileiros, e divulgar amplamente a Lei Maria da Penha (Lei nº 11.340/2006).

Por Ascom Parlamentar Maria Mendonça (Kátia Santana)