Março é dedicado à Semana Estadual de Atenção à Saúde da Mulher

Publicada: 07/03/2022 às 12:02

07/03/2022

Por Stephanie Macêdo/Alese

Em Sergipe, o mês de março também é dedicado a atenção especial à saúde da mulher. Por iniciativa da Lei Estadual de nº 7.853, de 2014, que instituiu a ‘Semana Estadual de Atenção à Saúde da Mulher no Estado de Sergipe’, mulheres são incentivadas a realizarem avaliação clínico-ginecológica, somada a realização de exames com ênfase para o diagnóstico precoce dos cânceres de mama e do colo do útero. A Lei engloba a atenção a mulher portadora de deficiência e a prevenção da sífilis, e ainda, enfrentamento à violência contra as mulheres. 

Desde 2014, a Semana de Atenção à Saúde da Mulher, de autoria da ex-deputada Conceição Vieira, passou a constar no Calendário Oficial de Datas e Eventos do Estado, sendo celebrada anualmente a partir de 08 de março.

Campanhas e parcerias

De acordo com  o texto da Lei Estadual, a iniciativa é para alertar e conscientizar, de forma que o Poder Executivo Estadual possa celebrar convênios com órgãos públicos federais e municipais e lograr parcerias com as Secretarias Municipais de Saúde para promover atividades que visem orientações e, sobretudo, realização de exames. 

Outro ponto destacado na Lei diz respeito a investimentos em campanhas institucionais nos meios de comunicação, que devem anunciar a importância da realização de exames preventivos e tratamentos. Segundo dados do Ministério da Saúde (MS), o câncer de mama atingiu 2,3 milhões de mulheres em todo o mundo no ano passado, doença tem altas chances de cura quando descoberta precocemente. 

Além da realização de campanhas institucionais com mensagens sobre o que são os cânceres de mama e o do colo do útero, a Lei Estadual aponta para o desenvolvimento de campanhas que tratem sobre a prevenção e o tratamento do Sífilis. Também, de campanhas que revelem os direitos da mulher portadora de deficiência, e de combater a violência doméstica e sexual contra a mulher, incentivando a denúncia e o tratamento do agressor.

 

Foto: Kleide Teixeira-PMJP

 

 

 

 

Outras notícias para você