O conselheiro Carlos Pinna de Assis, presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), e Clóvis Barbosa de Melo, conselheiro e presidente eleito do órgão, estiveram na manhã desta sexta-feira, 11, na Assembleia Legislativa de Sergipe para encaminhar as contas de 2014 do governador Jackson Barreto. Foram recebidos pelo presidente da Casa, deputado estadual Luciano Bispo, e pelo diretor de Comunicação, Marco Aurélio. As contas chegam ao Legislativo com parecer para aprovação, com ressalvas. Também participaram da reunião o diretor administrativo e financeiro do TCE, Eliziário Silveira Sobral, e a diretora de Comunicação e Mídias, Acácia Trindade.

<p>
Luciano Bispo disse que o gesto retrata as boas relações entre o Legislativo estadual e o Tribunal de Contas do Estado. “É uma honra participar desse processo, receber aqui pessoalmente o presidente Carlos Pinna e o presidente eleito, Clóvis Barbosa, com as contas do governo Jackson Barreto aprovadas. Isso mostra que o nosso governador comandou esse Estado com seriedade. Vamos colocar em votação e esperar que os deputados aprovem”, observou.
<p>
A atitude de Pinna repete um ritual de outros anos, quando o Tribunal de Contas encaminha as contas do governo estadual no encerramento do ano legislativo. Segundo o presidente do TCE, é um gesto que mostra a boa relação dos órgãos. “Com isso demonstramos o apreço e a proximidade do Tribunal de Contas com a Assembleia, que é destinatária dos mais importantes processos que o tribunal produz. É através da Assembleia que prestamos contas à sociedade sergipana”, comentou.
<p>
Pinna entende que a visita é muito mais que um gesto de cordialidade, é um momento de grande importância. “Para nós é uma alegria julgar nesse ano, mesmo ano da apresentação, as contas do ano passado. Por isso estamos trazendo ao presidente Luciano Bispo e pedindo que na medida do possível seja logo encaminhada às comissões o resultado do julgamento das contas de dois mil e catorze, com parecer que recomenda a aprovação”.
<p>
O vice-presidente do TCE, Clóvis Barbosa, relator das contas do governador, lembrou que o relatório foi lido ontem no tribunal. “É um gesto de gentileza que estamos fazendo hoje aqui na Assembleia Legislativa. As contas foram aprovadas por unanimidade, uma aprovação com ressalvas, e com recomendações. Quem vai julgar as contas é a Assembleia. Meu parecer é pela aprovação das contas, com ressalvas. Este processo será submetido à aprovação dos deputados”, explicou Clóvis.