Por Assessoria

A Audiência Pública para discutir a proposta de revisão do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano de Aracaju, prevista para acontecer na terça-feira, 05, na EMEF Anísio Teixeira, no bairro Atalaia, em Aracaju, acabou não ocorrendo. A audiência, convocada pela Administração Municipal para ouvir os moradores dos bairros Aeroporto, São Conrado, Santa Maria, Coroa do Meio, Aruana, 17 de Março, Farolândia e da Atalaia, acabou interrompida por protestos de participantes, que não concordam com o modelo escolhido pela gestão municipal para a escuta da população, pleiteando que esse processo seja realizado por bairros.

O deputado estadual Iran Barbosa, PT, que vem acompanhando, junto com assessores do seu mandato, as audiências públicas de revisão do PDDU da capital, compreendeu a discordância de parte da população que tem participado dessas audiências e defende as reivindicações apresentadas.

“Eu já havia chamado a atenção, ainda no momento do anúncio que a Prefeitura fez do início do processo de audiências públicas de revisão do PDDU, que a quantidade sugerida, apenas oito, não seria suficiente para cobrir uma cidade com as complexidades que tem Aracaju e não daria conta de ouvir a população com a atenção que ela merece”, lembrou o petista.