Neste 7 de abril, Dia Mundial da Saúde, o deputado estadual Iran Barbosa (PT) aproveitou a data para lamentar o número crescente de mortes por covid-19 no Brasil, acentuando que diante da aprovação do projeto que permite empresários comprarem vacinas e da política desastrosa do governo federal no combate à pandemia, há pouco que se comemorar na data.

Para o parlamentar petista, o atual momento vivido no país e no mundo é um dos mais duros já enfrentados.

“Temos mais de três milhões de pessoas mortas em função da pandemia de covid-19 no mundo, sendo que 330 mil delas são aqui do Brasil, onde o índice de mortos diários vai se elevando dia após dia. O nosso país bate tristes recordes diários de mortos pela doença e isso nós temos que lamentar profundamente no Dia Mundial da Saúde”, afirmou.

O parlamentar prestou sua homenagem a todos que nas décadas de 70 e 80 lutaram pela Saúde como um direito universal dos brasileiros. Para ele, essa foi uma luta muito difícil, mas vitoriosa.

“Conseguimos colocar esse direito na Constituição de 1988. Foi essa luta, encabeçada pelos sanitaristas brasileiros, que resultou na criação do nosso Sistema Único de Saúde, o SUS. E, nesse processo, os programas de vacinação pelo SUS viraram referência internacional. Infelizmente, agora, estamos assistindo ao desmonte de tudo isso e justo no momento em que mais precisaríamos reforçar essas conquistas e esses valores construídos ao longo da nossa história de luta por Saúde para todos”, apontou.