Iran analisa informações apresentadas pelo presidente do Ipesaúde na Alese

26/5/2022

Por Assessoria Parlamentar

O presidente do Instituto de Promoção e Assistência à Saúde de Servidores do Estado de Sergipe (Ipesaúde), George da Trindade Gois, esteve na Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe (Alese), nesta quinta-feira, 26, para debater, no Grande Expediente, sobre ‘A situação das clínicas credenciadas para realização de consultas e exames’.

Na ocasião, o deputado estadual Iran Barbosa (Psol) aproveitou a presença do presidente para fazer observações do que foi apresentado.

Inicialmente, Iran Barbosa refutou os discursos que vão em uma linha de induzir a população a aceitar a ideia de que a saúde é uma mercadoria. O parlamentar defendeu que a saúde é um bem universal, e que o Estado deve cumprir a sua função de garantir a prestação deste serviço ao povo.

Defensor do Ipesaúde, Iran Barbosa lembrou que o financiador do Ipesaúde é o próprio servidor. Neste sentido, o psolista pontuou que a valorização dos servidores públicos também influência na arrecadação do ente.

“A valorização do servidor público, no meu ponto de vista, é um instrumento de capitalização para o Ipesaúde. Quando sacrificamos os salários dos servidores com congelamentos, fazemos com que isso tenha repercussão na arrecadação do Instituto”, entende.

Outro questionamento levantado pelo parlamentar foi dirigido aos dados apresentados.

“Os números apontam positivamente, contudo há uma distância entre os números e a realidade. Há estudos comparando o resultado em atendimento e a demanda reprimida? Pois, isso expressaria a defasagem entre o que temos e o que gostaríamos de ter, com vistas a melhorar todo o sistema e o atendimento”, perguntou.

O parlamentar, que já esteve reunido, no Ipesaúde, cobrando melhorias no atendimento, reforçou o amplo conjunto de reclamações que recebe constantemente.

“Neste momento em que acontece esta palestra, recebi perguntas básicas das pessoas sobre os serviços do Ipesaúde. Isso reflete a falha na comunicação que precisa existir entre o Ipesaúde e os seus contribuintes e usuários”, falou.

Por fim, Iran Barbosa requereu um maior esclarecimento sobre o montante de recursos de contribuições financeiras em sua totalidade, frente às despesas.

Respondendo às observações feitas por Iran Barbosa, o presidente reconheceu que a comunicação do órgão precisa melhorar e que o ente tem procurado ajustar neste ponto, assim como o acesso ao serviço. Também falou sobre as demandas reprimidas, acenando que, apesar de não ter esse dado concreto, o Órgão tem procurado responder a cada demanda específica.

Foto: Jadilson Simões/Agência de Notícias Alese

Outras notícias para você