Voltar

Goretti Reis visita Casa da Mulher Brasileira em Mato Grosso do Sul

Por Kelly Monique Oliveira

Em busca de equipamentos para oferecer um atendimento humanizado às mulheres vítimas de violência doméstica, a procuradora Especial da Mulher da Assembleia Legislativa de Sergipe (PROMU/Alese), deputada estadual Goretti Reis (PSD) esteve na semana passada em Mato Grosso do Sul para visitar a primeira Casa da Mulher Brasileira inaugurada em 2015. A unidade é um serviço de alta complexidade, que revoluciona o modelo de enfrentamento à violência de gênero, pois integra, amplia e articula todos os serviços do governo oferecidos às mulheres em situação de vulnerabilidade.

De acordo com Goretti Reis, a instalação da Casa da Mulher Brasileira em Sergipe é uma de suas cobranças e para isso tem solicitado agilidade nos trâmites da doação do terreno para a construção. A parlamentar também busca apoio da bancada Federal de Sergipe para a realização dessa obra.

“Passou da hora de Sergipe também ter uma Casa Brasileira. Precisamos que mais estados disponibilizem essa instituição que presta relevantes serviços no enfrentamento à violência com atendimento integral, humanizado e especializado às mulheres em situação de violência. Atualmente, são poucos os estados com esse serviço como: Campo Grande (MS), São Luís (MA), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), São Paulo (SP) e Boa Vista (RR). Precisamos buscar formas para que mais cidades levem essa Casa para atenderem às muitas mulheres vítimas”, disse Goretti.

Segundo informações da superintendente da Casa da Mulher Tai Loschi e subsecretária municipal de Políticas para Mulheres, Carla Stephanini, passadas para a parlamentar, a atuação da Casa é um sucesso e decorre de fatores primordiais, entre eles, a gestão colegiada, compromisso da Prefeitura em parceria com o Governo do Estado.

“Tive a informação que o Espaço dispõe de serviços integrados, entre eles a Delegacia da Mulher. A Casa funciona 24 horas com mais de 200 servidores. São mais de 120 mil atendimentos ano, entre os serviços, além do acolhimento e encaminhamentos, disponibiliza de intérprete de libras para atendimento a mulheres surdas em situação de violência”, relatou Goretti Reis.

A parlamentar também participou da 24ª Conferência da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), realizada no Mato Grosso do Sul.

Com informações da Ascom

Foto: Ascom da Parlamentar

Outras notícias para você

Ir ao Topo