Nesta quinta-feira,10, é celebrado o Dia Mundial do Rim. A data foi criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 2006, com o objetivo de chamar a atenção para as doenças dos rins, como a doença renal crônica, que tem aumentado em todo o mundo, constituindo um grave problema de saúde pública. Neste ano o tema da campanha é “Prevenção da doença renal começa na infância”, tendo em vista  alertar a população com relação a adoção de hábitos saudáveis desde a infância.
Os rins são os principais órgãos do sistema excretor do corpo humano, responsáveis pela eliminação de toxinas e substâncias que não são mais importantes para o organismo. Além disso, são fundamentais para manter os líquidos e sais do corpo em níveis adequados, ajudam produzindo alguns hormônios e participam no controle da pressão arterial.
Sempre preocupado e atuante como representante do povo sergipano nas questões relacionadas a saúde,  o parlamentar se faz presente na luta de conquistas e direitos da população, a exemplo da audiência em Brasília no mês passado, onde esteve com o ministro da Saúde, Marcelo Castro. Na ocasião foi debatida a defasagem dos repasses do Sistema Único de Saúde (SUS) para clínicas de hemodiálise e o deputado explanou para o ministro os problemas enfrentados pelos doentes renais crônicos sergipanos.
“O último transplante de rim realizado em Sergipe foi no ano de 2012. Infelizmente centenas de pessoas que moram no interior precisam realizar sessões de hemodiálise ou diálise peritoneal, e passam por muitas dificuldades para se deslocarem à capital. Por duas vezes solicitei ao Governo do Estado a implantação de um Centro de Nefrologia na cidade de Estância, a primeira foi no dia 6 de abril de 2011, através da Indicação nº 37/2011 e, depois, no ano passado, no dia 28 de abril, através da Indicação nº 105/2015”, salientou.
Por Ascom Parlamentar Dep. Gilson Andrade – Autimira Menezes