Por Aldaci de Souza

Em pronunciamento na sessão desta terça-feira, 14, na Assembleia Legislativa de Sergipe, o deputado Georgeo Passos (CIDADANIA), c voltou a questionar as ações do Ipesaúde, a exemplo da demora na marcação de consultas e exames.

“Os servidores estaduais têm os salários descontados todo mês nos contracheques, mas o Ipesaúde não vem prestando serviços de qualidade aos seus segurados. Fizemos um requerimento convidando o presidente do Ipes, Dr. Christian Oliveira para prestar esclarecimentos, mas ainda não foi votado e o governador já anunciou através de uma rede social, a exoneração do gestor. O próprio governador traz uma situação inusitada: que estava muito feliz pela gestão fiscal, dando a entender que tinha colocando o estado no eixo”, diz acrescentando que Belivaldo Chagas concedeu entrevista a uma emissora de rádio dizendo que o Ipesaúde vai precisar de uma reformulação para atenuar um déficit financeiro e orçamentário de 50 milhões de reais e um déficit financeiro de 40 milhões de reais.

O parlamentar acrescentou que mais uma vez o Ipesaúde  aparece ‘atolado’em dívidas e provavelmente para equilibrar esta conta estão diminuindo as cotas nas clínicas credenciadas e os servidores estão sendo prejudicados, “Eu tenho certeza que 40 milhões de dívida não é do mês de agosto e a sociedade sergipana só tomou conhecimento após uma briga política por causa de uma foto em Simão Dias que incomodou o governador, mostrando o senador Rogério Carvalho com os Valadares, levando a exoneração do presidente do Ipes”, alfineta Georgeo Passos lembrando que o Ipes é o único plano de saúde que se pagam 13 prestações e solicitando que o novo presidente do Ipesaúde compareça à Alese para dar explicações, mostrando a realidade do que encontrou ao assumir o cargo.

Foto: Jadilson Simões