Por Assessoria de Imprensa

Na manhã desta quinta-feira, 20, o secretário de Estado da Fazenda, Marco Antônio Queiroz, esteve novamente na Comissão de Finanças da Assembleia Legislativa, desta vez, para apresentar os balanços da pasta no último quadrimestre de 2019. E os números expostos mostram que o Governo teve um crescimento de cerca de R$ 650 milhões em suas receitas.

O deputado estadual Georgeo Passos, Cidadania, acompanhou a apresentação. Ao ver que a arrecadação aumentou, o parlamentar questionou ao secretário se, após sete anos de espera, os servidores finalmente receberiam a recomposição salarial. Porém, a resposta não foi positiva. “Mais uma vez, vão deixar o funcionalismo sem reajuste”, lamentou.

“Não entendemos a razão disso. A receita corrente líquida cresce todos os anos. Desta vez, foram R$ 650 milhões a mais. Só que isso não chega para os servidores. Os funcionários dos demais Poderes receberam a recomposição, só os do executivo que não. Uma longa espera de anos tendo os seus salários defasados”, criticou o deputado.

Diante da situação, Georgeo promete continuar cobrando na Assembleia para que o funcionalismo seja valorizado. “Vamos lutar para que o Governo respeite os servidores. Não há justificativas. O problema não é dinheiro, já que a arrecadação vem aumentando anualmente. Só que eles insistem em não dar a recomposição”, finalizou Georgeo.

Foto: Divulgação Ascom