Por Habacuque Villacorte

O deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa, na manhã dessa quinta-feira (16), para externar detalhes da petição inicial assinada pela procuradora da República, Eunice Dantas, propondo ação criminal contra algumas pessoas que compõem a atual gestão da Prefeitura de Aracaju, por supostas irregularidades na construção do Hospital de Campanha pela PMA, em meados de 2020, com recursos federais que chegaram para o combate à covid-19.

O deputado disse que a denúncia incisiva da procuradora da República traz dados estarrecedores após a quebra dos sigilos telemáticos dos suspeitos. “No ano passado nós participamos de uma força-tarefa de finalização na PMA com relação ao Hospital de Campanha e muitos disseram que era uma ação político-eleitoreira. Não tivemos o apoio do MPE e agora a verdade se estabelece. Está aqui a petição inicial da procuradora propondo a ação criminal”.

Pelos áudios vazados, e lidos por Georgeo Passos em plenário, são graves os indícios do envolvimento de pessoas ligadas à PMA e do empresário responsável pela construção do Hospital de Campanha. “É bom que a sociedade tome conhecimento porque estamos falando de corrupção! De suposto desvio de dinheiro público da covid-19, algo que infelizmente mata pessoas! Os diálogos são tão absurdos que, em um dado momento, chega-se a torcer pela prorrogação da pandemia”.

“A denúncia é robusta, são fortes os indícios de desvio de dinheiro público, dinheiro da covid, da Saúde, o MPF está sendo muito incisivo na ação e a gente espera que quem roubou o dinheiro público da saúde possa responder criminalmente e em outras ações cabíveis”, completou o deputado estadual.

Foto: Jadílson Simões