Constantino Batista é um agricultor de sessenta e cinco anos, conhecido como Tantino. Uma de suas alegrias, em São Domingos, é participar do Batalhão de Bacamarteiros, que ele começou aos vinte e dois anos, acompanhando o pai e o avô. Pai de dez filhos, Tantino espera que filhos e netos deem continuidade a essa tradição reconhecida como patrimônio cultural de natureza imaterial.