CIA DE ARTE ALESE

O interesse da Assembleia Legislativa de Sergipe é que, cada vez mais, os cidadãos sergipanos tomem conhecimento da função desta casa, que é do povo. Afinal, esta é a legítima representação dos sergipanos.

Para tanto, a Assembleia Legislativa lança mão dos inúmeros recursos para chegar à população do estado. Um deles é a Cia de Arte Alese, parte importante do projeto de aproximação, com foco nos estudantes de escolas públicas. De forma lúdica, através de uma das mais nobre das artes, o teatro, a Assembleia Legislativa leva aos alunos o conhecimento necessário para despertar o espírito de cidadania, para o exercício de seus direitos e deveres.

Trata-se de um trabalho de médio ou longo prazo, mas temos certeza de que plantando essa semente, hoje, teremos, no futuro, adultos mais engajados e convictos da importância da participação na vida política da nossa cidade, nosso estado, nosso país.

O GRUPO

Criado em 2015, o grupo desenvolve espetáculos de cunho educativo e realiza oficinas em comunidades de pouco acesso à cultura e arte.

Sediada em Aracaju (Sergipe), a Cia de Arte Alese já se apresentou em todo Estado de Sergipe, sempre estimulando o conhecimento, de forma lúdica, para despertar o espírito de cidadania.

Formada por 5 atores, que se reversam em tarefas multidisciplinares, a Cia pauta a sua prática por um teatro de grupo, onde a equipe é responsável pela realização dos projetos, desde a criação das peças, esquetes e performances, como também confecção de cenários, figurinos e adereços, sempre utilizando matérias recicláveis e customizados.

Desde a sua formação, a Cia de Arte Alese já atingiu um público de mais de 11.000 espectadores, fez parcerias com o Ministério Público de Sergipe (Centro Operacional da Infância e Adolescentes) e com a Secretaria de Saúde do Estado de Sergipe. Em 2017, a Cia recebeu o prêmio EDUCAR-SE, na categoria Arte e Cidadania, e esse reconhecimento já atravessou as fronteiras do Estado, e em 2018 participou pela terceira vez do FIG – Festival de Inverno de Garanhuns, a convite da Secretaria de Educação de Garanhuns.

ATORES

EULER LOPES

Euler Lopes é diretor e dramaturgo do Grupo de Teatro A Tua Lona desde 2010. Atualmente trabalha na Cia de Arte Alese. Publicou os livros 10 afetos e Bolor.

Escreveu dramaturgias para os grupos Cia Dicuri (SE), Caixa Cênica (SE), O Imaginário (RO), Menina Miúda Produções (AM), Sociedade T (RN), Teatro da Margem (RN), Nuclearte (MG). Foi contemplado no Jovens Dramaturgo (2013) e Edie (2016).

É doutorando em Letras pela UFS, onde pesquisa violência na dramaturgia latino-americana.

LIDHIANE LIMA

Começou no teatro em 2004 através do curso profissionalizante “Nosso palco é a rua” oferecido pelo grupo Imbuaça.  Fez cursos de teatro na CAL (casa das artes de laranjeiras) e Universidade Veiga de Almeida no Rio de Janeiro. Participou de filmes nacionais como “Orquestra dos meninos” e ” A pelada”.

Atuou também em órgãos públicos desenvolvendo espetáculos de cunho educativo, na SMTT (Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito de Sergipe) em Aracaju. Foi coordenadora do grupo de teatro da SMTT na cidade de São Cristóvão e, atualmente na Assembleia Legislativa de Sergipe, com espetáculos e oficinas de teatro em instituições de assistência à comunidade. Integra também o elenco do grupo Imbuaça.

EDEN BRISIO

Eden Brisio é artista multi potencial desde 2010. Integrante do “HECTA- História EnCena Coletivo de Teatro Afro” e da “Catalise Cia de Artistas”. Atualmente trabalha na Cia de Arte Alese. Participou de diversos espetáculos de teatro, dança, circo e musicais como intérprete, coreógrafo, bailarino, dançarino, músico e ator. É graduando em Estética e Cosmética, onde estuda cosmetologia aplicada as artes cênicas e saúde, e qualidade de vida do profissional de artes cênicas.

TALITA CALIXTO

Atriz, Artesã, Circense, fundadora do grupo e Coordenadora da Cia de Arte Alese. Atua na área artística desde 2006. Integrante dos Grupos, Imbuaça, Cia de Arte Alese e Cigari. Participou da Oficinas de Formação do Ator com o diretor e ator Jorge Lins.

Atuou também em órgãos públicos desenvolvendo espetáculos de cunho educativo, na SMTT (Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito de Sergipe), Projeto TAMAR, Petrobras e TJSE (Tribunal de Justiça de Sergipe) . Em 2011 fez uma turnê nacional através do projeto Palco Giratório, realizado pelo SESC, onde além de apresentar espetáculos, realizou intercâmbio com artistas de todas as regiões do país.

Além de participar como convidada de vários espetáculos de grupos sergipanos, criou a iluminação do espetáculo de dança, Inverno da Cia Kínesis e participou como produtora do curta-metragem Tieta do Agreste do grupo Retalhos . Graduanda em Administração na Estácio.

FELIPE MASCARELLO

Ator e Produtor Cultural em constante aprendizagem. No curso de Licenciatura em Teatro na Universidade Federal de Sergipe, onde iniciou na área em 2009, desenvolveu projeto de pesquisa intitulado “A Pedagogia do Corpo Criador” onde estudou o trabalho corporal do ator a partir da técnica Klauss Vianna.

É membro do Boca de Cena desde 2010 e desde então tem atuado em todos os processos de criação de espetáculos e projetos sociais do grupo. Em 2018 fez uma circulação nacional através do projeto Palco Giratório, realizado pelo SESC, onde além de apresentar espetáculos, ministrou oficinas artísticas e realizou intercâmbio com artistas de todas as regiões do país.

Atuou também em órgãos públicos desenvolvendo espetáculos de cunho educativo, na SMTT (Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito de Sergipe) e atualmente na Assembleia Legislativa de Sergipe, com espetáculos e oficinas de teatro em instituições de assistência à comunidade.

CESAR LEITE

Cesar Leite tem formação profissional em educação física, mas sua atuação em destaque é na cena cultural aracajuana, como ator, dançarino e aderecista.

Foi dançarino e um dos fundadores da Cia. de Artes Mafuá e participou de diversos coletivos artísticos em Aracaju: Balé Folclórico de Sergipe, como instrutor e dançarino, Grupo Nordestinados, com direção de Ricardo Biriba, Grupo Terpsícore Danças Antigas, Grupo Oxente de Teatro, Grupo Teatral Imbuaça, como convidado, Teatro Cordel da Rebeca, idealizado pela cantora e compositora Joésia Ramos.

Com o monólogo “Boi de Barro Fragmentos”, participou do New Orleans Jazz e Heritage Festival (EUA) e de vários eventos de artes cênicas em Aracaju. Com sua Boneca Genoveva, já participou de espetáculos de vários artistas sergipanos e nacionais. Integrou o elenco dos filmes “O Senhor do Labirinto”, de Geraldo Mota, e “Abraço”, de DF Fiuza, e fez a preparação de elenco de “Aos Ventos que Virão”, de Hermano Pena. É ator, brincante e zabumbeiro n’O Rabicho da Geralda.

GALERIA

VÍDEOS

A Cia de Arte Alese acredita no poder transformador da arte e da cultura.

CONFIRA OS NOSSOS VÍDEOS

Receba a apresentação da CIA na sua escola

  • DD barra MM barra YYYY
  • :