Por Stephanie Macêdo

Durante a 24ª Conferência da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (UNALE), iniciada nesta última quarta-feira (24), em Campo Grande-MS, ocorreu a eleição da Diretoria Executiva  da Associação Brasileira de Televisões e Rádios Legislativas (ASTRAL). Como resultado das eleições, a coordenadora de Conteúdo da TV Alese, a servidora pública Rachel Gonçalves, foi eleita membro do Conselho Técnico da ASTRAL, órgão auxiliar da Diretoria Técnica. A solenidade de posse ocorrerá no mês de fevereiro de 2022.

A servidora pública Rachel Gonçalves é empossada como membro do Conselho Técnico da ASTRAL

Rachel Gonçalves destacou a importância da ASTRAL no fortalecimento da comunicação pública por meio das TVs Legislativas. Para ela, a comunicação pública cumpre um dever Constitucional.  “As emissoras legislativas são canais de comunicação das assembleias legislativas, dos parlamentos, das câmaras com a população, com o cidadão. Então, nada mais a gente está fazendo do que cumprindo um direito constitucional de acesso à informação, por meio das TVs e rádios legislativas. E nós, da Assembleia Legislativa de Sergipe, da TV Alese, estamos muito felizes porque neste momento, prestes a completar 18 anos, no próximo ano, estamos retornando à Associação”, expôs.

Gonçalves destaca ainda que a Diretoria de Comunicação da Alese entende a importância de estar vinculada, trocando experiências e compartilhando conhecimentos com outras emissoras, com outras instituições.  “Justamente para que possamos fortalecer o nosso trabalho local, e com isso a gente transmita qualidade da TV Alese para a população sergipana”, declarou.

No XII Encontro Nacional da Associação Brasileira de Televisões e Rádios Legislativas (ASTRAL), foi apresentado as novas diretrizes e orientações gerais para as emissoras presentes no evento. E ainda, palestras que abordaram os temas “Impactos da Pandemia na Rotina das Emissoras” e “Soluções Tecnológicas para viabilização do funcionamento das emissoras em tempos de pandemia”, cujo conteúdo expôs os impactos causados na gestão das emissoras perante a pandemia do COVID-19, bem como monstrou novas práticas que permanecerão ativas nas rotinas das Rádios e TVs que trouxeram uma forma mais eficiente de comunicação.

Também teve a apresentação do programa “Digitaliza Brasil” que mostrou atualizações sobre o andamento do processo de digitalização dos sinais da televisão analógica no Brasil.

Fotos: Jadilson Simões