Dia Nacional do Teatro aponta importância do acesso à arte

Publicada: 19/09/2022 às 9:07

Por Wênia Bandeira/Agência de Notícias Alese

Este 19 de setembro é o Dia Nacional do Teatro. A data foi instituída pela Lei 13.442/2017, que ainda busca tornar as atividades teatrais cada dia mais acessíveis para o público em geral, para que Pessoas Com Deficiência (PCDs) possam acompanhar as apresentações.

Reconhecendo a importância desse trabalho a Assembleia Legislativa de Sergipe, criou a Cia de Arte Alese no ano de 2015, a companhia de teatro faz parte da estrutura administrativa da Escola do Legislativo Deputado João de Seixas Dória, órgão da Alese . O grupo desenvolve espetáculos de cunho educativo e realiza oficinas para levar a cultura às pessoas com dificuldade de ter acesso a espetáculos.

“É através dela que a gente consegue levar muito das coisas que a gente quer dizer sobre educação cidadã, sobre a Assembleia e sobre vários temas sociais. É uma ferramenta de extrema importância para que a gente possa falar o que precisa para a sociedade e passar a mensagem através do teatro”, falou a diretora da Elese, Isabela Mazza.

O objetivo é demonstrar os assuntos relacionados à vida em sociedade e os direitos dos cidadãos. Além disso, a Cia de Arte explica temas sobre a função do trabalho realizado pelos deputados estaduais, entre outros temas e leis sergipanas.

“É uma peça estratégica fundamental para a construção dessa educação cidadã que a gente tem para dizer o que é Poder Legislativo, educação legislativa, educação para a cidadania, tudo isso através de uma forma muito mais leve e fácil de entender e assimilar o conteúdo”, acrescentou.

A Alese aprovou diversas leis que buscam promover as encenações teatrais. A Lei Nº. 7.231, de 13 de outubro de 2011, institui a Quinzena Estadual do Teatro e do Circo, a Lei Nº 6.637, de 25 de junho de 2009, reconhece de Utilidade Pública Estadual do Grupo Ôxente de Teatro, a Lei Nº 6.667, de 03 de setembro de 2009, reconhece de Utilidade Pública Estadual da Companhia de Teatro Cobras e Lagartos, com sede na Cidade de Lagarto.

A Constituição Federal diz, em seu artigo 215, que o Estado deve garantir a todos o pleno exercício dos direitos culturais e acesso às fontes da cultura nacional, além de apoiar e incentivar a valorização e a difusão das manifestações culturais. A Carta Magna ainda discorre pelas formas como este direito deve ser assegurado aos brasileiros.

História do Teatro

O teatro foi iniciado no Brasil durante o processo de catequização dos povos indígenas no início da colonização do país. Conta a história que os jesuítas utilizavam o teatro como instrumento de transmissão dos valores católicos e, para isso, as peças eram construídas contendo referências da cultura indígena, com as crenças e dogmas da igreja católica. Daí em diante, as apresentações se tornaram diversão para a alta sociedade e os atores passaram por momentos de preconceitos. Os homens encenavam os papeis femininos porque as mulheres eram proibidas de fazer parte de grupos teatrais.

No início do século XIX, foram criados os primeiros grandes teatros atendendo ao decreto de 28 de maio de 1810 assinado por D. João VI. Com issom, surgiram os primeiros grupos teatrais nacionais, predominantemente de gênero cômico.

Já no século XX, durante a ditadura militar, o teatro se tornou uma forma de lutar pelos direitos. As críticas às políticas adotadas se tornaram temas, reproduzindo episódios históricos de maneira alegórica, tratando da censura, do milagre econômico, da supressão da liberdade, da tortura, entre outros.

Dia Mundial do Teatro

O Dia Mundial do Teatro é comemorado em 27 de março. A data foi instituída pela Unesco em 1961, mas a primeira celebração ocorreu somente em 1962, na França.

Outras notícias para você