Por Assessoria Parlamentar
 
O deputado estadual Gilmar Carvalho nesta quarta-feira, na Assembleia, externou a sua preocupação quanto à morosidade na vacinação em Sergipe e cobrou agilidade, bem como pediu transparência acerca das medidas tomadas durante reuniões do Comitê Técnico-Científico e de Atividades Especiais.
 
Gilmar ressaltou a lentidão no processo de vacinação por parte do governo, bem como solicitou mudança nas estratégias de vacinação contra a Covid-19. O parlamentar explicou que as prioridades na vacina precisam ser revistas, já que os jovens também estão adoecendo, sendo internados e morrendo.
 
Além disso, lembrou que a comunidade escolar ainda não foi vacinada e já se fala em reabrir as escolas. e lembrou, também, a superlotação do transporte coletivo, ônibus lotados por pessoas que necessitam trabalhar e, ainda, os rodoviários que passam pelo mesmo risco de contágio, e todos estão fora dos grupos prioritários para vacinação.
 
O deputado citou as informações divulgadas pelos boletins do Governo que dão conta de que ninguém está morrendo em Sergipe por falta de assistência. Segundo Gilmar, as informações expostas no pleno da Alese não condizem com a triste realidade. “Ainda ontem chegou ao meu conhecimento que 52 pessoas, oficialmente, estavam na lista de espera de leitos de UTI nas unidades de saúde públicas e particulares. Inclusive um membro do Governo, acometido pela Covid 19, estava sendo tratado no corredor de um hospital particular”, comentou Gilmar e acrescentou: “Vários pacientes já morreram por conta da demora na disponibilização de leitos de UTI”.
 
Gilmar apelou para o Ministério Público e o Tribunal de Contas, órgãos fiscalizadores e que precisam atuar e cobrar mais transparência nas ações do Governo do Estado. O parlamentar frisou que o Governo tem obrigação de informar os nomes dos  componentes do Comitê Técnico Científico e quais medidas foram sugeridas durante as reuniões. “Por que o MP e o TCE não questionam certas ações? Por que o TCE não diz, há vários anos, qual a posição das conta anuais apresentadas pelo Governo do Estado de Sergipe”? cobrou o parlamentar.
 
Foto: Jadilson Simões