Deputado apoia ato do Sindipema contra baixo reajuste salarial dos professores

Por Stephanie Macêdo – Agência Alese

Na Sessão Plenária desta terça-feira, 10 de maio, o deputado Iran Barbosa (Psol) utilizou o Pequeno Expediente da Tribuna da Casa Legislativa para apoiar e defender manifestação realizada pelo Sindicato dos Profissionais do Ensino do Município de Aracaju (Sindipema). De acordo com o deputado, os magistrados realizam ato, na manhã de hoje, em frente a Câmara Municipal de Aracaju, na luta pelo reajuste salarial do magistério.

Iran Barbosa salientou que professoras e professores rejeitam  a proposta da gestão municipal de atualizar o piso salarial em apenas 5%. Segundo frisou, a atualização proposta pelo Poder Executivo Municipal não acompanha a reposição inflacionária e destrói direitos dos magistrados.

“Quero me manifestar sobre Projeto de Lei que foi encaminhado pela administração municipal de Aracaju para à Câmara de Vereadores, com o intuito de tratar da necessidade de realinhamento dos professores municipais. Lamento que prefeito Edvaldo adotou postura equivalente a que foi adotada pelo Governo do Estado, de não ouvir os servidores e não instalar um processo de negociação. E, de forma unilateral, tomou decisões, encaminhando projetos que não contemplam, nem de longe, às expectativas das categorias”, externou o deputado.

Iran continua sua fala e enfatiza que os magistrados denunciam o baixo reajuste – de apenas 5% “Por não contemplar, sequer, a reposição inflacionária”. O parlamentar defende que a propositura da Administração Municipal encaminhada à Câmara desmonta e acaba com 3 eixos, a saber:

“Primeiro, nossos direitos e garantias ao Piso Salarial; os direitos e garantias à Carreira, e a Qualidade. Pasme senhores, o governo de Sergipe fez escolas, e o prefeito de Aracaju, mandou também para a Câmara de Aracaju um Projeto que exclui  aposentados de benefícios que deveriam ser extensivos a todos. Pagando gratificação exclusivamente a quem está na ativa”, observou Iran.

Por fim, o deputado registrou que estará passando no ato, se juntando aos professores do Sindipema.

 

Outras notícias para você