Por Stephanie Macêdo

Com a realização da Conferência  ‘A Atualidade do Pensamento de Paulo Freire no século XXI’ , a Assembleia Legislativa de Sergipe abriu  na manhã desta quinta-feira (02), as comemorações pelo Centenário de Paulo Freire. Durante a Sessão Ordinária, o Prof. Dr. Cristian Góes, da Universidade Federal de Sergipe, discorreu sobre o tema e reafirmou que o pensamento do Patrono da Educação Brasileira é atual, necessário e urgente. A solenidade de abertura do evento ocorreu durante a Sessão Plenária.

O jornalista Cristian Góes destaca que Paulo Freire é atual, urgente e necessário.

Em sua exposição, o jornalista Cristian Góes passeou pela história de vida do Patrono da Educação Brasileira, iniciando pela origem, formação acadêmica e  de como Freire lutou para combater o analfabetismo no país, principalmente de jovens e adultos. Paulo Freire nasceu no Recife, Pernambuco em 1921. No dia 19  de setembro deste ano o educador faria 100 anos de idade.

Para Cristian Góes, o ano de 2021 é mais do que um ano simbólico para a história de Paulo Freire. “A história, o pensamento, as obras de Paulo Freire, as bases, os fundamentos do pensamento de Paulo Freire revelam  uma atualidade que eu chamo desconcertante, porque há muito tempo atrás, ainda nos anos 40, 50, 60, Paulo Freire trata de questões rigorosamente atuais. Exatamente desse momento que a gente está vivendo, tão distópico, tão pandêmico, Paulo Freire já tratava dessas questões de modo muito delicado, de forma muito crítica, de forma muito contundente, mas também de forma muito amorosa, uma palavra que ele usa muito em suas obras e eu acho que é importante, importante demais”, declarou Cristian.

O conferencista lembra que o centenário de Paulo Freire está sendo comemorado em todo o mundo por reconhecimento ao mérito de sua obra e das suas contribuições para a educação e alfabetização, dentro e fora do  Brasil. “O nome de Paulo Freire está sendo citado no mundo todo neste ano de 2021. Em Sergipe, aqui através da Assembleia, do deputado Iran Barbosa e de todos os deputados que aprovaram esta ação e se fazem presentes nestas comemorações. Momento de lembrar um educador, um pensador, um filósofo brasileiro, nordestino, pernambucano, motivo de orgulho para todos nós, e que nos traz uma mensagem, como eu falei, profundamente desconcertante, que faz a gente refletir sobre o que a gente foi, sobre o que a gente é, e principalmente sobre aquilo que a gente pode ser”, externou Cristian Góes.

Paulo Freire foi agraciado com cerca de 48 títulos, entre doutor honoris causa e outras honrarias de universidades e organizações brasileiras e do exterior. É considerado o brasileiro com mais títulos de doutorados honoris causa e é o escritor da terceira obra mais citada em trabalhos de ciências humanas do mundo: ‘Pedagogia do oprimido’.

Deputados acompanham, durante sessão, a exposição da vida e obra de Paulo Freire.

Segundo ainda destacou o jornalista, Paulo Freire é atual, necessário e urgente o seu convite à humanização, inversamente ao mundo que temos hoje, caracterizado pelo rompimento dos vínculos humanos. “O tema é sobre a atualidade de Paulo Freire no Século 21, e eu vou repetir algumas vezes aqui que Paulo Freire não é apenas atual: ele é necessário e ele é urgente exatamente para enfrentar uma coisa sobre a qual Paulo Freire se debateu muito há muito tempo, que era a desumanização, ou seja, a coisificação do humano. Nós cada vez mais estamos nos tornando números, e às vezes números sem valor num projeto de desinformação gigantesco e que isso nos desumaniza. E aí vem Paulo Freire exatamente com uma abordagem tão simples e ao mesmo tempo tão complexa nos convidando, ao contrário, à humanização. Paulo Freire dizia que a humanização é a vocação de todos nós, dos humanos. A desumanização é a negação dessa vocação. Então ele, mais uma vez, não é só atual, Paulo Freire é também urgente e necessário”, reflete, o jornalista Cristian Góes .

Ano de Paulo Freire em Sergipe

Autor da lei que institui o ano de 2021 como o Ano Cultural do Educador Paulo Freire, deputado Iran Barbosa.

Para o autor da Lei que instituiu em Sergipe o ano de 2021 como o Ano Cultural Educador Paulo Freire, o deputado Iran Barbosa, a importância da celebração do Centenário de Paulo Freire está relacionada a fatos de destaque na história da Educação de nosso país. O parlamentar ressalta que o educador pernambucano é referência internacional em termos de políticas voltadas para o processo de alfabetização, de projetos de educação bem sucedidos que envolvem um processo de inclusão das pessoas que estão excluídas do processo educacional. Na ocasião do evento,o deputado dedicou a realização do evento a ex-deputada, professora Ana Lúcia.

“Paulo Freire foi um grande defensor da educação com instrumento de libertação do povo. Por isso é fundamental  nós comemorarmos o seu centenário de nascimento. Ele não se destacou apenas no setor educacional. É um grande filósofo, foi um grande administrador, Paulo Freire tem escritos que hoje são pesquisados em várias áreas, como a área ambiental e a área da Comunicação. Então um grande intelectual brasileiro, que é referência internacional, e que precisa ter o seu centenário de nascimento comemorado entre nós”, considera.

“Paulo Freire foi um grande defensor da educação com instrumento de libertação do povo”, declara Iran Barbosa.

Com isso, Iran frisa a importância de destacar a vida de Paulo Freire  no estado. “Por isso que eu, desde o ano passado através de um projeto de lei que foi aprovado pelos colegas na Casa, transformei o ano de 2021 no Ano Cultural Paulo Freire, e hoje nós iniciamos o processo das comemorações do Centenário mais próximos do aniversário de Paulo Freire. Então é fundamental que a Assembleia Legislativa, mostrando o reconhecimento à contribuição de Paulo Freire, adote medidas que deem visibilidade à comemoração do centenário de nascimento do Patrono da Educação Nacional, do Patrono da Educação Brasileira, o nosso querido Mestre Paulo Freire”, declarou o deputado.

No evento, a deputada Goretti Reis e o subsecretário-geral da Mesa Diretora, Igor Albuquerque, destacaram a importância de Paulo Freire para a Educação brasileira. “Fiquei encantada com a retrospectiva da história  de Paulo Freire que foi aqui contada, sabemos do legado deixado pelo educador para a Educação”, ressaltou Goretti.

“De fato o educador Paulo Freire é importantíssimo para a área educacional, e inclusive, para a própria  teoria educacional. Ele influenciou gerações de  educadores com a suas práticas e escritos. A Alese mais uma vez, na administração de Luciano Bispo, acatando as sugestões dos deputados, e nesse momento, do deputado Iran Barbosa, tem se preocupado na comemoração, rememoração desse tipo de evento que promove estudos, como desse grande educador que é o Paulo Freire”, declarou Igor Albuquerque.

Agradecimentos

Iran Barbosa também agradeceu à Comissão de Organização do Centenário por realização do evento.

Ao encerrar o evento, o deputado Iran Barbosa  convidou a toda a sociedade sergipana a acompanhar a programação do Centenário de Paulo Freire. Na oportunidade, agradeceu ao presidente e colegas parlamentares que votam, por unanimidade, no Requerimento  para a  realização da  Conferência de abertura do evento de hoje, e no Projeto que deu origem  à Lei Estadual que instituiu o Ano de Paulo Freire. Iran Barbosa também agradeceu a Comissão de Organização do Centenário, sob a coordenação da jornalista Rosângela Dória e à equipe de Comunicação da Alese pelo desenvolvimento da programação e divulgação do evento.

 

 

 

 

Fotos: Jadilson Simões