Cia de Arte da Alese recebe a maior honraria do Conselho Estadual de Cultura de Sergipe

Publicada: 24/11/2022 às 14:04

Por Stephanie Macêdo/Agência de Notícias Alese

O Conselho Estadual de Cultura de Sergipe conferiu à Companhia de Arte da Assembleia Legislativa de Sergipe (Cia de Arte) o ‘Diploma do Mérito Cultural Epifânio Dória’. Festiva, a solenidade, que ocorreu na manhã de hoje (24, na sede da Biblioteca Pública Epiphanio Dória, foi prestigiada por diversos artistas, entusiastas e incentivadores da arte e da cultura.

Irineu Fontes recebe honraria das mãos do presidente Conselho Estadual de Cultura, Igor Albuquerque.

O diretor de Comunicação da Assembleia Legislativa (Alese), Irineu Fontes, é cantor e compositor. O gestor público e musicista sergipano também recebeu o Diploma do Mérito Cultural por ter se destacado no cenário artístico com diversidade de ações. No município de Laranjeiras, interior do Estado, conseguiu aprovação junto à Câmara Municipal da importante lei que confere recursos aos mestres do folclore, a ‘Lei dos Mestres’. O homenageado ‘Neu Fontes’ também foi secretário de Estado da Cultura em Sergipe.

Sobre o prêmio da Cia de arte, o diretor de Comunicação da Alese, Irineu Fontes, destaca relevância e compromisso do trabalho da companhia. “Esse trabalho que foi criado por Luciano Bispo, na sua primeira gestão, e está dando frutos. É um grupo importante no cenário teatral sergipano, mas principalmente por levar a mensagem da Alese para a população”, declarou.

Quanto a sua premiação, como personagem da cultura tanto no palco como na vida pública, Neu Fontes ressaltou que escolheu a cultura e arte para viver. “Eu escolhi a cultura e arte, não foram elas que me escolheu. Tudo o que tenho na vida foi através da arte, então eu tento devolver de alguma forma, tenho trabalhado e investido nelas, e com os artistas sergipanos”, disse.

Apoio à Cultura

Diante das homenagens conferidas aos profissionais de arte e cultura da Alese, o presidente do Poder Legislativo, Luciano Bispo, agradeceu ao Conselho de Cultura por indicação do Diploma. Revelou ser defensor dos interesses da cultura sergipana, bem como dos profissionais de arte, cenário em que destacou empenho da Casa Legislativa para a aprovação, na tarde de ontem, 23, de duas importantes leis de apoio e incentivo à cultura: o Plano Estadual de Cultura e o Programa de Registro de Patrimônio Vivo da Cultura Sergipana, conhecida por “Lei dos Mestres”.

Em nome da Cia de Arte, presidente da Alese, Luciano Bispo, recebe o Diploma do Mérito Cultural Epifânio Dória.

“Estive prefeito de Itabaiana por 16 anos, e sempre dei valor à cultura. Nunca fui ausente da cultura sergipana, nem como prefeito e nem como presidente da Assembleia Legislativa. Eu quero parabenizar a diretora da Escola do Legislativo (Elese), a Izabella Mazza, que é um baluarte na Assembleia Legislativa. Ela tem feito um trabalho exemplar para o nosso Estado com a turma Cia de Arte Alese. A companhia de teatro  tem levado espetáculos para os nossos municípios, levando educação e cultura para o nosso povo. Parabenizar também ao meu companheiro de trabalho, Irineu Fontes”. 

Vale ressaltar que a Companhia de Arte Alese foi criada no ano de 2015,  na gestão do presidente Luciano Bispo.

A audiência da TV Alese foi anunciada por Bispo, o presidente da Alese afirmou que a exibição de programas especiais que expressam a beleza cultural dos 75 municípios sergipanos, como costumes, crenças e o próprio folclore, tem feito a audiência da TV Legislativa crescer.  “Devemos o crescimento da Tv Alese por conta desses programas de culturais, que é exemplo para o nosso estado. Chegamos a ter 8% de audiência em razão dos programas feitos por aquela Casa”, afirmou.

Bispo agradece ao Conselho por reconhecimento

O presidente do Conselho Estadual de Cultura, Igor Albuquerque, mencionou que solenidade festiva celebra artistas, apoiadores e entusiastas  da cultura sergipana e também faz alusão ao  ‘Dia Nacional da Cultura’, que é comemorado em 5 de novembro.

“Entregamos hoje a maior honraria, do seu maior reconhecimento a aqueles que dedicam as suas vidas aos saberes e fazeres culturais, que é justamente a outorga do Diploma do Mérito Cultural Epifânio Dória”, externou. Albuquerque salientou a importância da condecoração a diversas personalidades e instituições do mundo cultural sergipano. 

“É uma feliz coincidência porque no dia de ontem a Assembleia Legislativa pôde aprovar duas leis extremamente importantes, estruturantes para a área cultural de Sergipe. As leis tratam do Plano Estadual de Cultura e também a chamada Lei do Patrimônio Vivo, que é também conhecida como a Lei dos Mestres Populares. Então está de parabéns o Governador Belivaldo Chagas, que propôs estes projetos de lei, está de parabéns a Assembleia Legislativa que aprovou esses projetos de maneira célere, e também está de parabéns o Conselho Estadual de Cultura, que, no fundo, foi o órgão público do Estado que promoveu a elaboração desses projetos”, enalteceu.

Igor comemora o Dia Nacional da Cultura com entrega de honrarias aos artistas e entusiastas sergipanos.

O presidente do Conselho de Cultura, que também exerce a função de subsecretário-geral da Mesa Diretora da Alese explicou o Plano Estadual de Cultura tramita há muito tempo, e que foi construído com a participação da sociedade mediante audiências públicas, e que o Conselho também deu a sua chancela nesse projeto.

“Quanto a Lei dos Mestres, nós tivemos a felicidade de o Governo aproveitar, integralmente, o trabalho produzido pelo Conselho Estadual de Cultura. Exatamente conforme o Conselho aprovou, o projeto foi enviado pelo Governador à Assembleia. E nós tivemos a felicidade de ontem ver esse projeto de lei aprovado e agora aguardaremos a sanção pelo Governador Belivaldo Chagas”, comemorou.

Cia de Arte

Ao longo dos sete anos de atividades da Cia de Arte Alese, o grupo da Escola do Legislativo de Sergipe, vem desenvolvendo vários projetos, a exemplo de espetáculos, esquetes e oficinas de teatro e artesanato na capital e no interior. os feitos foram percebidos pelo Conselho Estadual de Cultural, o reconhecimento deixou os integrantes da teatral repletos de alegria.

“Fazemos, por ano, mais de 200 espetáculos, e esse reconhecimento é muito gratificante para a Companhia de Arte, que visa levar educação cidadã para a sociedade”, ressaltou a coordenadora da Cia de Arte, Talita Calixto. Euler Lopes, diretor e dramaturgo, festeja o recebimento do Diploma. Para ele a honraria é o reconhecimento de um trabalho sério e prazeroso. “O projeto leva teatro imbuído de levar cidadania. Rodamos o Estado inteiro, municípios e povoados, levando educação e conscientização”, disse.

A diretora da Escola do Legislativo da Alese –  instituição responsável pela Companhia de Arte – Isabela Mazza, conta que o prêmio traz orgulho para a Companhia. 

Isabela Mazza, diretora da Elese.

“A Cia de Arte faz  um trabalho sensacional, feito com muito amor e dedicação, luta e suor. E com essa dedicação eles percorrem todo o Estado , em escolas e instituições, trabalhando pelo Parlamento, pela Educação Legislativa. Esse prêmio veio consolidar esse trabalho, desse ano, e todos os anos, com chave de ouro”, afirmou Mazza.

 

 

 

Fotos: Joel Luiz- Agência de Notícias Alese

 

 

 

 

 

 

 

 

Outras notícias para você