Centenário do jornalista João Oliva será celebrado na Alese

Publicada: 16/12/2022 às 16:48

Por Assessoria Parlamentar

Se vivo estivesse, o jornalista, radialista, escritor e acadêmico João Oliva Alves completaria, no próximo dia 29 de dezembro, 100 anos, e para celebrar o centenário do sergipano de Riachão do Dantas a Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe (Alese) realizará Sessão Especial, na próxima terça-feira, 20, às 16 horas, com a concessão (in memoriam) da Medalha da Ordem do Mérito Parlamentar a João Oliva. A iniciativa foi do deputado estadual Iran Barbosa, do Psol, a partir de uma conversa com o filho do jornalista, o advogado e professor Luiz Eduardo Oliva.

“Será uma celebração mais que especial para render homenagens a João de Riachão, como era conhecido o ilustre jornalista, que deixou importantes contribuições não só na área do jornalismo sergipano, como repórter e redator, em jornais do interior e da nossa capital, e na revista católica A Cruzada; mas também no rádio e como escritor, através das suas crônicas, ensaios e artigos. Sinto-me imensamente honrado em ter sido o proponente da realização dessa Sessão Especial comemorativa do centenário do saudoso João Oliva”, destacou o deputado Iran Barbosa.

Para Luiz Eduardo Oliva, seu pai foi um dos últimos representantes de uma época em que o jornalismo pensava, com profundidade, Sergipe e o desenvolvimento do estado e do povo, com um pensamento crítico e construtivo.

“Meu pai, ao nos deixar há três anos, foi um dos últimos representantes da época de ouro fundante do moderno jornalismo sergipano que pensou o Estado, sua cultura, seu desenvolvimento com visão crítica aprofundada, não paroquial mas inserindo Sergipe no contexto nacional. Isso se deu no final dos anos 50 e seguintes, sobretudo com a Gazeta de Sergipe de Orlando Dantas, da qual João Oliva fazia parte. É a época também da afirmação do rádio e da implantação da televisão nos anos 1970”, lembra.

Ele destaca, ainda, que na época em que seu pai atuava na imprensa sergipana, o jornalismo confundia-se com a atuação intelectual e com uma visão humanista. Daí João Oliva ser uma das grandes referências do nosso jornalismo sergipano.

“Porque ele pensava as causas sociais, a defesa intransigente da democracia, e a atuação pelo desenvolvimento de Sergipe”, reforça o advogado e professor.

Foto: Arquivo familiar