Exatos 22 municípios de Sergipe sofrem com os efeitos da seca no Estado de Sergipe. Para falar sobre a situação de emergência desses municípios diante da seca no Sertão e Semiárido Sergipano, o tenente coronel Gilfran Mateus, da Defesa Civil do Estado de Sergipe, expõe o cenário de trabalho que órgão vem realizando em função da problemática.

Contribuindo com o diálogo ampliado durante realização de audiência pública da Assembleia Legislativa, o tenente coronel ressalta que período é muito complicado, tendo em vista que nos anos de 2011 a 2012 a região do Sertão passou por uma das mais violentas secas dos últimos 50 anos.

“Tivemos entre 2011 a 2012 essa grande Seca e de lá para cá não houve recuperação nesse cenário climático, e isso faz com que a seca de hoje seja muito mais problemática, pois já são 22 municípios em situação de emergência. O Estado vem fazendo esse acompanhamento, buscando soluções para esse problema.

Estratégias

audiencia-publica-alese-foto-jadilson-simoes-251116-3

Diversas autoridades públicas de áreas afins participaram da audiência pública.

Conta que para minimizar o problema da escassez de água, o Exército Brasileiro está realizando a  distribuição de água nos municípios em estado crítico.

“Além dos 22, outros municípios já se manifestam em decretar estado de emergência. O Governo Federal em parceria com o Estado, realiza a operação carro-pipa na maioria desses municípios, levando água para as localidades. Mas, ainda há um déficit de 44 mil pessoas que ainda precisam da ampliação desses serviços”, alerta o tenente.

A audiência Pública é uma promoção do deputado Jairo de Glória, presidente da Comissão de Agricultura e Meio Ambiente da Alese, e que tem o objetivo de discutir sobre a problemática e a escassez de água que afeta o sertão sergipano.

Por Agência Alese de Notícias

Fotos: Jadilson Simões