A 13ª Conferência Estadual da Educação promovida pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado de Sergipe (Sintese), foi lembrda no discurso da deputada Ana Lúcia Vieira (PT) na manhã desta quarta-feira (16) na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese).

“A Conferência Estadual da Educação será aberta às 19h de hoje no Iate Clube, com a finalidade de debater o tema A realidade brasileira e educacional em tempos de exceção e suas consequências para a atual e futuras gerações. Eu quero convidar os deputados a participar desse evento que contará com a presença dos companheiros professores estudantes de licenciatura”, ressalta.

Ana Lúcia informou que o evento contará com a participação de professores doutores Wanderley, Unicamp e Valter Pomar da Universidade Federal do ABC. “Na programação teremos ainda a mesa sobre Balanço dos retrocessos na educação brasileira em tempos da lei da mordaça; da Medida Provisória que impõe a reforma do ensino médio; da PEC 241(55); e da gestão empresarial do ensino público com a Profa. Dra. Alexandrina Luz Conceição UFS e o Prof. Dr. André da Silva Marins, Universidade Federal de Juiz de Fora”, afirma.

A deputada disse que haverá também um debate sobre a Previdência Pública, feito a partir das falas da professora doutora Mirelli Malaguti Ferrari, da Universidade Federal do Rio de Janeiro e pelo advogado Franklin Magalhães Ribeiro, assessor jurídico do SINTESE. “Ele falará na conferência sobre Os falsos mitos do déficit da previdência pública; os interesses políticos e econômicos dos defensores da reforma e as consequências diretas para os profissionais da educação”, completa.

Os conflitos e desafios das relações de gênero e étnico-raciais na educação básica serão tratados pelas professoras Maria Batista Lima, Universidade Federal de Sergipe – Campus de Itabaiana e Izabel Cristina Gomes da Costa, integrante da direção do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação do Rio de Janeiro – SEPE/RJ.

“Já a saúde do trabalhador (a) do magistério será debatida pela Dra. Victória Ayelín Gómez do Laboratório de Psicodinâmica do Trabalhado da Universidade de Brasília, com o tema O assédio moral e as condições precárias de trabalho como responsáveis pelo crescimento das doenças neurológicas e outras dos profissionais do magistério”, enfatiza a deputada desejando uma boa conferência a todos os participantes.

Fibrose Cística

Ainda no pronunciamento na Alese, Ana Lúcia Vieira convidou para a palestra que será proferida nesta quinta-feira (17) na Assembleia Legislativa, sobre a Fibrose Cística. “No Estado já são 50 casos confirmados e eu convido todos os colegas parlamentares a acompanhar esse debate com a Dra Daniela Góis Meneses. A Fibrose Cística é uma doença tão grave e que precisa de políticas públicas específicas. Nós precisamos conhecer melhor os problemas que os familiares enfrentam, para que essa Casa possa contribuir com soluções. É uma doença diagnosticada pelo beijo e vamos ter um bom debate com a nossa doutora Daniela tão querida pelos familiares que têm

Em aparte, o presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe, deputado Luciano Bispo (PMDB) lembrou que a palestrante é filha da diretora da Alese, Isabel Góis.

Por Agência de Notícias Alese

Foto: Jadilson Simões