Agosto Lilás é destaque na Sessão Plenária desta quarta-feira, 24

Publicada: 24/08/2022 às 13:58

Por Shis Vitória/Agência de Notícias Alese

Em pronunciamento durante o pequeno expediente desta quarta-feira, 24, o deputado Daniel Fortes (Cidadania) destacou sobre o Agosto Lilás – campanha que enaltece os 16 anos de vigência da Lei Maria da Penha e busca conscientizar a população sobre a violência doméstica.

“Gostaria de congratular com as mulheres, pois recebi a cartilha da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale) baseada neste tema, ou seja, o Agosto Lilás. É inadmissível que a violência contra a mulher continue aumentando em nosso país e não é diferente em nosso Estado. Os motivos que levam o homem a esta atitude são vários e o primeiro deles é a falta de Deus, permitindo que a pessoa cometa atrocidades e atos de violência seja com quem for. Outro fator é o casamento, que em muitos casos, não há um conhecimento prévio um do outro e o final acaba sendo trágico inclusive, a violência chega também nas crianças, principalmente na fase de divórcios quando o homem não aceita a decisão da companheira e acaba até perseguindo a mesma em certas situações. Sendo assim, quero dizer que a vida humana nunca esteve tão desvalorizada como no momento atual. As pessoas matam por prazer e tiram a vida do semelhante como se ali não fosse alguém que tem alma e uma história pela frente. A preservação da vida é muito importante e a mulher merece o respeito de todos, todavia a violência não é só verbal, é psicológica, física e das demais formas e o intuito é que isso possa gerar uma reflexão no cuidado e tratamento digno para com este público e todo ser humano”, argumentou.

Goretti Reis

Na oportunidade, a deputada Goretti Reis (PSD) também comentou a respeito da cartilha. “Informo aos meus colegas que a Unale encaminhou uma cartilha que será entregue em todos os gabinetes, que veio ainda com um boton alusivo ao Agosto Lilás e balas confeccionadas com a marca da campanha. Além disso, o parlamentar que desejar personalizar a cartilha para uso em suas redes sociais tem essa autorização, até porque o objetivo é um só em disseminar a informação no fortalecimento da rede de articulação neste enfrentamento”, informou.

As declarações ocorreram na Sessão Plenária da Assembleia Legislativa de Sergipe no dia de hoje.

Foto: Sindusfarma

Outras notícias para você