Valmir: “Responsável por auditoria em Maternidade hoje é secretária de Saúde de Lagarto”

 

O deputado estadual Valmir Monteiro (PSC) voltou à tribuna da Assembleia Legislativa, nessa quarta-feira (19), para tornar a rebater um pronunciamento da também deputada Goretti Reis (DEM), especificamente, sobre os repasses de recursos por parte da Prefeitura de Lagarto para a Maternidade Zacarias Júnior, que fica no município e é administrada pelo esposo da parlamentar.

Recentemente, Valmir havia denunciado que Goretti Reis deveria explicar o que foi feito com o montante de R$ 1,5 milhão que entrou na conta da Maternidade Zacarias Júnior. “Hoje (19) a deputada veio a tribuna e apenas confirmou tudo o que eu já tinha dito. Entrou R$ 1,5 milhão na conta da maternidade. Ela alega que o dinheiro foi empenhado e que os pagamentos foram parcelados. Eu não menti! De uma vez ou parcelado, o que consta nos relatórios é que a Maternidade recebeu sim o dinheiro”.

Valmir explicou que havia um acordo para não se discutir os assuntos de Lagarto na Assembleia Legislativa para não transformar a Casa  na Câmara de Vereadores do município sergipano. “A deputada Goretti Reis insiste em trazer esse assunto para cá e eu não vou fugir do debate. Hoje ela falou, falou e apenas confirmou que a Maternidade recebeu R$ 1,5 milhão.  Já denunciei essas coisas no Ministério da Saúde e eles farão a auditoria”.

Em seguida, Valmir chamou atenção para outro ponto: “o que me chamou a atenção neste caso é que a mesma pessoa responsável por fazer as auditorias na Maternidade, hoje é a secretária de Saúde de Lagarto. A gente fica meio sem entender. Quero reforçar que a auditoria será feita. Se não for encontrada nenhuma ilegalidade, eu serei o primeiro a reconhecer publicamente. Agora eu recebo, diariamente, reclamações sobre a prestação de serviços, mesmo reconhecendo que a Maternidade funciona e é importante para a região”.

Por fim, Valmir reforçou que quando assumiu a Prefeitura em 2008, os repasses para a Maternidade eram inferiores a R$ 150 mil por mês e que ele deixou a gestão no fim de 2012 pagando quase meio milhão. “Nós temos consciência da importância da Saúde, de quanto ela requer investimentos. O prefeito atual não mudou em nada o percentual que deixamos”.

Fonte: Ascom Parlamentar –  Dep . Valmir Monteiro (Habacuque Villacorte)

Foto: César de OLiveira