Ocupou a tribuna no grande expediente, na tarde dessa segunda-feira (26), o líder da oposição, o deputado estadual, Capitão Samuel (PSL), inicialmente para agradecer a recepção do diretor do IML, o médico-legista José Aparecido Batista Cardoso, e pela Corregedoria Geral de Polícia Civil, a delegada de 1ª classe Katarina Feitosa, em visita realizada na manhã de hoje.

Segundo Cap. Samuel, determinadas perícias estão sendo marcadas para janeiro de 2016, lamentou justificando que este assunto será tratado a posteriore. Ao tempo informou que dialogou com a corregedora a respeito da discursão com policiais civil e militar ocorrido na noite do último sábado (24), no conj. Augusto Franco. De acordo com o parlamentar, a corregedoria se comprometeu em esclarecer o fato no prazo de 15 dias.

Ainda em seu discurso, o parlamentar destacou mais uma vez o tema segurança pública, onde citou a fala do colega Francisco Gualberto (PT), proferida na última quinta-feira (22), a respeito do pronunciamento do secretário de Estado da Segurança Pública de Sergipe, Mendonça Prado, fez com relação aos índices de Alagoas. Ainda de acordo com Samuel, justificou que não quis rebater o colega Francisco Gualberto, pois na oportunidade, na sala das Comissões, estava sendo discutido o crescimento da violência, e que a cúpula da SSP foi convidada e não compareceu.

Para a alegria do líder da oposição, disse que ficou muito feliz quando na sexta-feira (23), teve conhecimento que o governador em exercício de Sergipe, Belivaldo Chagas, entrou em contato com o Palácio República dos Palmares para um pedido de desculpas ao secretário de Estado da Segurança Pública de Alagoas, Alfredo Gaspar de Mendonça Neto.

Finalizou seu pronunciamento dizendo que “Tecnicamente não critico mais Mendonça Prado. Ele não é um técnico, ele é um político que responde”, disse Samuel.

 

Por Luciana Botto –  Agência de Notícias Alese

Foto: César de Oliveira