O deputado estadual Robson Viana (PMDB) usou a tribuna do pequeno expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa (Alese), desta quinta-feira, dia 08, para relatar a situação precária de 35 famílias do município de Riachuelo que moram em situação desumana, ou seja, em barracos, esgoto ceu aberto e convivem diariamente com ratos.

De acordo com o parlamentar, os prefeitos têm o direito de cobrar aos gestores Estadual e Federal, no entanto, tem que ter responsabilidade de cumprir e fazer o dever de casa, pois a prefeita daquela cidade, segundo o parlamente, recebeu recentemente um montante que daria para resolver ou fazer um paliativo na situação daquelas famílias.

“Estive no município de Riachuelo na semana passada e fiquei muito triste com a situação de 35 famílias que moram em um lugar chamado bairro 13, da comunidade Sítio do Meio. A prefeita da região é do PMDB, mas tenho que aqui nessa Casa cobrar a situação dessas 35 famílias que vivem amontoadas em uma localidade que não podemos chamar de bairro”, destacou Viana.
Indignado com a situação, o deputado estadual relatou ainda no pequeno expediente, que “a fiação passa por debaixo dos barracos, além disso, crianças convivem com esgotos a ceu aberto. Aquelas famílias estão em um barril de pólvora. Então, a prefeita tem que tomar uma providência, até porque, fiquei sabendo que há pouco tempo ela recebeu um montante interessante que daria para resolver ou fazer um paliativo na situação daquelas famílias. O governador Jackson Barreto já esteve lá, portanto, iremos acompanhar e cobrar do Governo do Estado para que possa se somar a prefeita e tomem uma providência para resolver a situação daquelas pessoas”, ressaltou o parlamentar.

Rodoviária

Outra preocupação de Robson Viana é com relação à rodoviária que passa por reformas há quase dois anos, e que, inclusive, já cobrou celeridade da edificação ao secretário Valmor Barbosa.

Fonte: Ascom Parlamentar – Dep. Robson Viana (Monique Oliveira)
Foto: César de Oliveira