Por Habacuque Villacorte

O reitor da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Valter Santana, atendeu a um convite do presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Luciano Bispo (MDB) e, nessa quinta-feira (12), ocupou o espaço do Grande Expediente na Alese para fazer uma exposição para os parlamentares sobre as atividades de ensino, pesquisa e extensão desenvolvidas pela UFS.

Em sua apresentação para os deputados, o reitor procurou exaltar o potencial das ações da UFS no auxílio do desenvolvimento da economia do Estado. “A nossa Universidade é muito reconhecida na formação de recursos humanos, mas a ação de uma instituição pública como a UFS vai muito além, com ações de extensão, de pesquisa e formação”, explicou.

Reitor da Universidade Federal, Valter Santana

“Uma vez associadas à necessidade do setor produtivo, a gente pode alavancar a economia. Nós agradecemos muito ao deputado Luciano Bispo pelo convite e nós queremos sim somar forçar nesta integração da Universidade com a sociedade, visando o fortalecimento de quem produz”, completou Valter Santana.

O reitor da UFS enalteceu ainda o compromisso assumido pelo presidente e deputado Luciano Bispo, colocando a estrutura da Alese à disposição da UFS para ajudar naquilo que estiver ao alcance do parlamento estadual. “A Alese tem um presidente sempre aberto às questões importantes e estratégicas para o nosso Estado, se comprometendo em caminhar junto com a UFS no atendimento dessas demandas”.

Com o discurso esperançoso de ser cada vez mais efetivo nas ações, o Reitor destacou a evolução da UFS nos últimos anos. “A Universidade cresceu sua estrutura física, em número de cursos e, neste momento, no sentimos que há a necessidade de canalizarmos todos este crescimento, olhando para o setor produtivo, que precisa acompanhar essa evolução”.

Valter Santana alertou para o risco de estagnação da economia, diminuição de postos de trabalho e da consequente empregabilidade dos egressos da UFS. “É uma relação direta de fortalecimento da graduação, associada ao desenvolvimento do Estado para abrir portas, não só para outros empreendimentos, mas como para a inserção dos egressos”, pontuou.

Plano de Desenvolvimento

Sobre o Plano de Desenvolvimento Estadual Sustentável de Sergipe (PDES), uma iniciativa da Alese em parceria com a Fundação Dom Cabral, o reitor Valter Santana disse que “(o Plano) traz um diagnóstico preciso das necessidades de ações para determinadas temáticas”.

“O Plano mostrou uma necessidade de investimento e inovação, e assim você consegue diversificar o nosso setor produtivo. Em Sergipe, quando falamos em inovação, temos que dizer que 91% da nossa produção científica é realizada pela UFS. Esse potencial da Universidade, promovendo desenvolvimento, resultará em algo positivo para o Estado”, concluiu.

Luciano Bispo

Deputado estadual Luciano Bispo

Autor do convite, o deputado Luciano Bispo explicou as razões e a importância do debate realizado na Alese. “Nós temos consciência do trabalho realizado pela Universidade Federal de Sergipe. E não apenas na Educação, mas em especial na Saúde, agora no enfrentamento que estamos tendo dessa pandemia”.

“No enfrentamento do novo coronavírus (covid-19), o que prevaleceu foi a ciência, acima de qualquer outra decisão. Eles fizeram todo o acompanhamento, no processo de imunização, acompanhando as medidas de isolamento social, com as restrições, tudo para salvar vidas. Nós temos que agradecer ao trabalho feito pela UFS e pela Ciência”, completou o deputado.

Diante da colocação do Reitor de que a UFS precisa de apoio para desenvolver suas ações, Luciano Bispo disse que “nós não queremos apenas parabenizar, mas também agradecer pela importância da UFS nessa pandemia. Sou testemunha e defensor da Ciência. Contem com a Alese naquilo que estiver ao nosso alcance. E nós temos como ajudar”.

Zezinho Sobral

Deputado estadual Zezinho Sobral

O líder do governo na Alese, deputado estadual Zezinho Sobral (PODE), enalteceu a exposição feita pelo Reitor da UFS e disse que “a Universidade tem se mostrado muito presente na vida dos sergipanos, ampliando sua estrutura e o número de cursos, eles assumiram o Hospital de Lagarto, ampliou o HU, sem contar a ajuda na pandemia, com a ampliação de leitos de UTI e a Maternidade Infantil pronta para entrar em funcionamento”.

Zezinho reconheceu a atuação da Universidade Federal para ajudar a desenvolver o turismo sergipano, como também a área agrícola, na certificação de orgânicos, além do fortalecimento da agricultura familiar. “Integrando a vida do sertanejo, expandindo tecnologia. Melhorando a vida do homem do campo. Nossa demanda foi por um auxílio de tecnologia simples pelos produtores de farinha”.

“Sob um argumento falso de preservação do meio ambiente, nós corremos o risco de fechamento de centenas de casas de farinha em todo o Estado. Elas fazem parte da economia solidária e da nossa cultura e garante a segurança alimentar. A UFS pode contribuir com tecnologias eficientes e baratas para a reutilização da farinha, sem comprometer a economicidade e os custos, para o produto continuar bom e barato”, completou o deputado.

Georgeo Passos

Deputado estadual Georgeo Passos

Pela bancada de oposição, o deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania) também reconheceu a iniciativa da Alese e do deputado Luciano Bispo pela promoção de um debate tão técnico e relevante sobre as ações desenvolvidas pela UFS em todo o território sergipano.

“A UFS tem ações imensuráveis ao longo de sua história, até pelas transformações feitas no nosso Estado. De acordo com o Plano de Desenvolvimento, o tema inovação está em destaque e nosso Estado precisa se manter em um nível de desenvolvimento adequado, Outras regiões criaram polos e nós não podemos perder esta oportunidade”, retirou o deputado.

Georgeo questionou sobre o que falta em Sergipe para que essa “inovação” seja estimulada e desenvolvida. “Vemos muita coisa ficando presa no mundo acadêmico, que não chegam até aqui fora”, disse, questionando a necessidade de colocar em funcionamento o Hospital Materno-infantil, que depende da contratualização por parte da Prefeitura de Aracaju.

Foto: Jadílson Simões