Por Wênia Bandeira

A Procuradoria da Mulher da Assembleia Legislativa de Sergipe completa, nesta sexta-feira, 26, completa três anos. A deputada Goretti Reis vem trabalhando desde o início a frente do órgão.

Diversos eventos foram realizados durante este período, com trabalhos para auxiliar as mulheres sergipanas. Um desses eventos diz respeito à proteção contra o feminicídio. Os homens também foram envolvidos na tentativa de fazer com que os erros sejam sanados para evitar que se repitam e que as mulheres voltem a sofrer.

“Estamos atuando desde 2018 para fazer toda uma diferença junto às mulheres que são vítimas da violência. Fico feliz com a presença dos homens porque precisamos envolvê-los no sentido de acabar com atitudes machistas e conscientizar as escolas a trabalhar essa questão desde cedo junto às crianças”, falou a presidente da Procuradoria da Mulher da Alese, deputada Goretti Reis.

O Presidente da Casa, Luciano Bispo, lamentou as ocorrências de violência. “Temos tido conhecimento da escalada da violência contra a mulher no país. Nossa sociedade não admite esse tipo de situação e a classe política também não admite. Todos nós temos o dever de repudiar firmemente qualquer tipo de violência, inclusive aquela praticada contra a mulher justamente por sua condição de mulher”.

Câncer de mama

A Procuradoria faz também campanhas para auxiliar as mulheres quanto a tratamentos de saúde. O câncer de mama é tratado com a campanha de doação de lenços para quem já sofreu com a perda dos cabelos.

“Só sabe o que é essa doença quem tem um caso na família. Eu tive uma irmã que morreu de câncer aos 39 anos; mesmo sendo de uma família com posses financeiras para realizar o tratamento, ela faleceu rapidamente”, falou Luciano Bispo.

Este apoio em um momento tão difícil foi comentado por Goretti Reis. Ela explicou que a doença deixa as mulheres mais frágeis, por isso a importância de melhorar o visual e deixá-las mais bonitas com os lenços.

“O importante é que as pacientes de câncer possam ter o apoio e a colaboração para seguir com o tratamento. Poder ajudar essas instituições que tanto admiro e respeito pelos brilhantes trabalhos que desenvolvem é muito gratificante. Mais campanhas virão”, disse Goretti Reis.

Planos para 2021

Durante o ano, a Procuradoria da Mulher pretende continuar com o trabalho desempenhado e ainda estreitar relações com municípios. A ideia é fazer com que serviços sejam prestados pelas cidades do estado, além da capital.

Além disso, o objetivo é promover o conhecimento de direitos por parte das mulheres, para que saibam quando precisam procurar ajuda e a quem devem procurar.