Prevenção às hepatites é tema do programa Educação e Saúde

16/5/2022

Por Ethiene Fonseca/Agência de Notícias Alese

Neste mês é celebrada a campanha Maio Vermelho, voltada à prevenção e aos cuidados com as hepatites. Para tratar sobre o assunto, o jornalista Silva Júnior vai receber nesta segunda-feira (16) a infectologista Manuela Santiago Freitas no programa Educação e Saúde, da TV Alese (canal 5.2).

O termo hepatite é usado para designar inflamações no fígado que podem ter causas diversas, sendo mais comuns as infecções pelos vírus do tipo A, B e C, além do abuso do consumo de álcool ou outras substâncias tóxicas, a exemplo de remédios.

Segundo informações da Organização Mundial de Saúde (OMS), são registrados por ano 1,4 milhões de novos casos de hepatite a cada ano. Iniciativas como o Maio Vermelho vêm no sentido de conscientizar a população sobre a importância da prevenção. Atualmente, existem onze tipos de hepatite, com causas e tratamentos distintos.

Visando apoiar a investigação de casos de hepatite notificados em todo o Brasil, bem como promover o levantamento de evidências para identificar possíveis causas das infecções, o Ministério da Saúde instalou na última sexta-feira (13) uma Sala de Situação para monitorar e acompanhar os casos de hepatite aguda de causa a esclarecer.

O Ministério da Saúde está monitorando 28 suspeitos de hepatite aguda infantil. Em Sergipe, ainda não há casos, mas a Secretaria de Estado da Saúde emitiu nota técnica aos municípios sergipanos com normas sobre notificação e investigação. As notificações devem ser feitas pelos profissionais de saúde em até 24 horas.

De acordo com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), entidade vinculada à Organização Mundial da Saúde, os sintomas relacionados à hepatite aguda são: icterícia, vômitos, diarreia e dor no abdômen. Não há registro de febre.

Foto: Divulgação

Outras notícias para você