Por Habacuque Villacorte

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Luciano Bispo (MDB), foi entrevistado no início da tarde dessa sexta-feira (3), na NEÓPOLIS FM na região do Baixo São Francisco, para o radialista Fernando Cabral. Na oportunidade, Luciano comentou sobre o Plano de Desenvolvimento Estadual Sustentável de Sergipe (PDES), elaborado pela Alese em parceria com a Fundação Dom Cabral.

Durante a entrevista, Luciano Bispo comentou sobre as ações do governo do Estado na região do Baixo São Francisco e destacou a assinatura da ordem de serviços para a revitalização da rodovia estadual que liga os municípios de Brejo Grande a Pacatuba. Luciano também respondeu a questionamentos dos ouvintes sobre a ponte ligando Alagoas a Sergipe, via Neópolis, que o governo alagoano pretende iniciar ainda este ano.

Deputado Luciano Bispo

Sobre a economia local, Luciano Bispo defendeu que o Plano de Desenvolvimento avalia cada região do Estado de forma pontual, apresentando uma realidade detalhada, destacando as potencialidades de cada região. “É preciso identificar e explorar a vocação desse povo. Aqui no Baixo São Francisco vocês têm a terra, a água e a mão de obra. É entender a realidade e buscar o melhor investimento para garantir emprego e renda”.

O presidente da Alese voltou a explicar que o PDES não é da Assembleia Legislativa ou de seu mandato, mas enfatizou que “nós contamos com o apoio de todos os deputados que se somaram e contratamos a Dom Cabral, uma das referências no Brasil. Foi feito um estudo técnico bem detalhado, e a proposta nunca foi um plano de governo, mas em desenvolver e entregar uma Política de Estado, um presente para os sergipanos”.

Covid-19

Sobre a pandemia da covid-19, Luciano Bispo explicou para que o uso de máscara deve ser continuado e que há ainda o risco de infecção. “A pandemia não acabou, os índices de contaminação caíram muito, mas o vírus continua assustando. Não podemos abrir mão das máscaras, do álcool e de tomar os cuidados necessários. Infelizmente muita gente ainda não foi tomar a 2ª dose da vacina. As pessoas devem procurar o posto mais próximo para serem imunizadas. Vacina boa é vacina no braço!”.

Fotos: Neu Fontes