Pirambu: Zezinho Sobral cobra à Energisa novo transformador para Escola José Amaral Lemos

Publicada: 03/03/2022 às 16:59

3/3/2022

Por Assessoria Parlamentar

Em escolas de cidades de clima predominantemente quente, o uso do ar-condicionado é um importante aliado para não prejudicar o desempenho e proporcionar bem-estar aos alunos e professores. Atendendo ao chamado da comunidade escolar de Pirambu, o deputado estadual Zezinho Sobral (Pode) visitou o Centro Educacional José Amaral Lemos e ouviu atento às reivindicações relacionadas à climatização da unidade escolar, atende a 630 alunos do ensino fundamental ao médio.

Deputado esteve na escola verificando a situação

Membros do Conselho Escolar, Conselho de Pais e da comunidade, informaram a Zezinho Sobral que o colégio ganhou melhorias estruturais da Secretaria de Estado da Educação (Seduc). “A instalação elétrica foi modificada e preparada para a instalação de aparelhos de ar condicionado nas salas de aulas. Mas a substituição do transformador instalado no poste que está em frente ao prédio da escola ainda não foi feita pela Energisa, o que impede que este benefício alcance os alunos e os professores”, detalhou o parlamentar.

O deputado Zezinho Sobral constatou as melhorias na unidade de ensino e reforçou a necessidade de protocolar uma Indicação na Assembleia Legislativa para solicitar urgência à Energisa na troca do transformador. “Fui pessoalmente à escola comprovar. Estive na Seduc mostrar o problema e já fui informado que o órgão já fez uma reivindicação à Energisa que ainda não foi atendida. A Energisa precisa cumprir o papel. Pirambu é uma cidade costeira de calor intenso, dentro das salas é muito quente. Climatizando, será possível melhorar o desempenho dos alunos, proporcionar qualidade de vida, dignidade e dar ao aluno da escola pública o mesmo direito e direito do aluno da escola privada”, reforçou Sobral.

O parlamentar reforçou que há estudos científicos que comprovam que altas temperaturas comprometem a aprendizagem dos alunos e prejudicam o desempenho dos professores. “A Seduc já fez a sua parte. A Energisa precisa ser célere até, porque, as aulas retornam no dia 07 de março. Não é possível que o atraso para mudar um transformador impeça que a escola esteja climatizada. A Energisa é concessionária de serviço público e deve trocar logo esse equipamento. Seria bom se o transformador fosse trocado logo para que a Seduc conclua a climatização das salas. Vou verificar se outras escolas passam por problemas semelhantes e cobrarei à Energisa as providências”, reivindicou Zezinho Sobral.

Fotos: Divulgação Ascom

Outras notícias para você