César de Oliveira

César de Oliveira

O deputado pastor Antônio dos Santos ocupou o grande expediente na sessão desta segunda-feira,22, para falar da sua preocupação quanto a desaceleração da economia brasileira em todos os setores. Em 12 meses, o PIB caiu 0,9%, o pior resultado desde 2008, auge da crise internacional. O parlamentar colocou que a indústria também foi mal e um dos principais responsáveis por essa queda foi a indústria extrativa, que é petróleo e minério de ferro.

“O Estado está passando por uma dificuldade grande, procurando meios para pagar as despesas. A indústria automobilística dando férias coletivas e com milhares de carros no pátio. O desemprego bate à porta do cidadão brasileiro e nós parlamentares não temos o que fazer. Todos os dias pessoas chegam ao gabinete pedindo emprego, deixando curriculum e nós não temos a quem encaminhar”, ressaltou o deputado, acrescentando que um cidadão perdeu um emprego depois de 20 anos e entrou em depressão. “Um amigo engenheiro foi demitido depois de 20 anos em uma empresa. Com o mercado desaquecido ele não sabe o que fazer para manter a família e entrou em uma depressão profunda. Esse é um exemplo, mas também a realidade hoje de muitos pais de família”.

Antônio dos Santos ainda colocou que há famílias sergipanas em estado de miséria passando fome e muitas outras endividadas. “Recebi fotos de uma família num estado de miséria terrível. A Caixa Econômica Federal está pagando os benefícios sociais com recursos próprios para depois receber do governo. O próprio governo enxugando seus investimentos, o empresário do outro lado também com expectativas nada positivas, este é o cenário mais recessivo que estamos passando”, observou.

Fonte: Ascom Parlamentar – Dep. Pastor Antônio (Sandra Cruz)