Por Wênia Bandeira

A campanha Novembro Azul é realizada durante todo o mês com o objetivo de conscientizar sobre a saúde do homem. A Lei Nº 8176/2016 Institui a data no Calendário Oficial do Estado de Sergipe.

Durante o mês, devem ser realizados palestras e debates de esclarecimentos, campanhas, reuniões, encontros, eventos, exames e outras ações educativas e preventivas ao combate de doenças. As ações podem ser realizadas em cooperação com a iniciativa privada e com entidades civis.

A lei determina que é preciso promover o acesso da população masculina aos serviços de todos os níveis de atenção à saúde, possibilitando a efetividade do tratamento, além de intensificar a capacitação técnica dos profissionais para o atendimento do homem. É preciso ainda disponibilizar insumos, equipamentos e materiais educativos.

A saúde do homem engloba os diversos tipos de câncer, a exemplo dos tumores de próstata e reto, além de cuidados com diabetes, hipertensão e doenças cardiorrespiratórias. O câncer de próstata é o mais frequente e, conforme dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), foram diagnosticados 68.220 novos casos de câncer de próstata e cerca de 15 mil mortes/ano em decorrência da doença no Brasil, para cada ano do biênio 2018/2019, o que representa 42 homens morrendo por dia em decorrência da doença e aproximadamente 3 milhões convivendo com ela.

Na fase inicial, o câncer de próstata não apresenta sintomas. Quando alguns sinais começam a aparecer, cerca de 95% dos tumores já estão em fase avançada, o que dificulta a cura. Na fase avançada, os sintomas são dor óssea, dores ao urinar, vontade de urinar com frequência e presença de sangue na urina e/ou no sêmen.

Cerca de 20% dos pacientes com câncer de próstata são diagnosticados somente pela alteração no toque retal. Por isso, a importância de procura atendimento médico para realizar o exame.