Música: ritmo Trap vem conquistando artistas mulheres no Brasil

Publicada: 25/02/2022 às 15:11

24/2/22

Por Stephanie Macêdo

Uma fala rítmica e rimada que é cantada, esse é o Rap, gênero de música popular desenvolvido nos Estados Unidos por afro-americanos e latino-americanos no bairro do Bronx em Nova York na década de 1970. O estilo do rap surgiu em Atlanta, nos Estados Unidos, por volta dos anos 2000 e chegou ao Brasil por meio da cidade de Guarulhos, município da região metropolitana de São Paulo.

O Rap sempre teve como raiz a expressão das lutas das minorias por intermédio da música e, com isso, muitas artistas aderiram ao estilo para colocar para fora as situações que passam no dia a dia de suas vidas. O estilo de música vem gerando um impacto grande e impulsionando a carreira de diversos artistas lá fora e aqui no Brasil.
Assim como o Rap, o Trap carrega em sua letras versos sobre a desigualdade social e a violência, mas trata a realidade de forma mais crua e também aborda experiências pessoais, familiares, consumo de drogas e a famosa ostentação.
 
Entrevistas
Nessa quinta-feira, o ‘Elas do Comando’, programa da Tv Alese -canal 5.2- conversou com a cantora sergipana Alú e com a cantora e compositora Bela, atuantes no rítmo Trap, o ritmo que vem conquistando a mulherada. Artistas como MC Taya, Vix Russel e Ebony estão bombando no cenário nacional da música. 
 
Na tradução literal, a palavra Trap significa armadilha e também pode ser utilizada como uma gíria para indicar lugares perigosos dominados por traficantes. A expressão é bastante utilizada no sul dos Estados Unidos, região que é considerada o berço do Trap e sofre com os altos índices de desigualdade social. 
 
Saiba mais! Durante a entrevista as cantoras  Bela e Alú falaram sobre músicos que as influenciaram no ritmo, entre outras curiosidades.
 
Para acompanhar toda a entrevista de hoje basta acessar o Youtube da Tv Alese.
 
 
 
 
 

Outras notícias para você