Na próxima quinta-feira, 19, às 11h, acontece no plenário da Assembleia Legislativa de Sergipe-Alese, a solenidade de entrega da Medalha do Mérito da Superação “Flávio Primo”, projeto de Resolução de autoria do deputado Gilson Andrade (PTC), e que neste ano, chega a terceira edição, ocasião em que serão homenageadas 7 personalidades que são exemplos de superação.
De acordo com o parlamentar o propósito da referida homenagem é incentivar as pessoas com deficiência a se incluírem cada vez mais na sociedade, demonstrando sua capacidade, valores e virtudes.
” A Medalha do Mérito de Superação Flávio Primo é em reconhecimento às pessoas que tão bem representam o significado de superação e que vivem diuturnamente construindo um mundo melhor, mais justo e igual através de atos que mostram sua capacidade e condição de se portar como qualquer outro cidadão quando lhes são ofertadas as devidas condições essenciais”, expressou.
Serão homenageados com a entrega das medalhas, as seguintes personalidades: Antônio de Mendonça Viana (cadeirante), atualmente apoia o grupo Estrela do Mar; José Leonel Ferreira Aquino (cadeirante), aposentado, formou-se em Técnico de Contabilidade e Administração; Manoel Alves da Silva (deficiente físico), funcionário da Assembleia Legislativa; Nailson Costa Araújo (cadeirante), instrutor de futebol da escolinha Futebol Bahia, em Estância; Rayr Barreto Cruz, atleta paraciclista e estudante de Ciências Contábeis da Universidade Federal de Sergipe, Campus de Itabaiana; Ricardo Mesquita Barbosa (paralisia cerebral), formado em Direito pela Universidade Tiradentes,  Procurador da Fundação Hospitalar de Saúde; e Thaise Vilanova Gois Melo, (deficiente visual), massagista na Academia Sport Connection, formou-se em Serviço Social pela Universidade Tiradentes.
Sobre Flávio Primo
Flávio Primo nasceu abril de 1943, na cidade de Várzea Alegre, no Ceará. Depois de formado em Engenharia Agronômica, veio para Sergipe trabalhar, onde conheceu sua esposa, Terezinha Fonseca, e constituiu família e sua carreira profissional. Passou por várias repartições em Sergipe, tendo sempre se destacado. Em 1987 Flávio ficou tetraplégico depois de um assalto ao levar dois tiros que atingiram seu pescoço, mas,  a deficiência não tirou sua determinação, tendo sido durante sua vida um exemplo para todos que o conheciam. Flávio Primo faleceu em 23 de dezembro de 2008, vítima de problemas renais.
Por Ascom Parlamentar Dep. Gilson Andrade (Autimira Menezes)
Foto: Ascom Parlamentar