Por Assessoria de Imprensa

A deputada estadual Maria Mendonça (PSDB) questionou o secretário da Educação, Josué dos Passos Subrinho sobre as ações que vêm sendo realizadas pela sua pasta para o atual período e para o pós-pandemia. Ela relatou a angústia e as dificuldades enfrentadas por grande parte dos estudantes da rede pública que não têm as ferramentas necessárias para acessar aulas online, e revelou a sua preocupação com doenças psicossomáticas que muitos tendem a desenvolver ou potencializar em virtude da necessidade do isolamento social.

“É um momento atípico para todos. Nós adultos temos vivido a dor da incerteza e a ansiedade, naturalmente, acaba sendo um elemento presente em nossas vidas. Com os jovens, não é diferente, sobretudo, os estudantes que estão distantes do ambiente escolar, da convivência com os colegas e com os professores. Penso ser necessário que a Secretaria de Educação tenha um plano voltado à saúde mental desses jovens”, afirmou a deputada, que a exemplo dos demais parlamentares, acompanhou remotamente a vídeo conferência com o secretário.

A deputada, também, questionou o professor Josué sobre o transporte escolar, assunto que tem sido recorrente em seu mandato em virtude da suspensão dos serviços, muitas vezes por falta de pagamento aos prestadores. “Esse é um problema bem sensível porque compromete o bom andamento escolar dos estudantes, muitos dos quais, já cursando nível superior. A nossa expectativa é que essa questão seja restabelecida para que os pais e discentes tenham tranquilidade de que não haverá mais prejuízo”, afirmou Maria Mendonça.

Ela, ainda, abordou a questão do baixo desempenho do Estado na avaliação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), cujos resultados nos dez anos não foram favoráveis. “Esse é um ponto complexo, que muito nos preocupa e precisamos saber quais medidas estão sendo adotadas para mudar essa realidade”, afirmou, lembrando que em agosto próximo sairá o resultado da avaliação relativa ao ano de 2019 e espera que o quadro comece a ser delineado de forma diferente.

Foto: Divulgação Ascom