Maria Aparecida Santos Nunes recebe Título de Cidadania Sergipana

Publicada: 16/12/2022 às 14:31

Por Aldaci de Souza – Agência de Notícias Alese

Foi realizada na tarde desta quinta-feira, 15, no plenário da Assembleia Legislativa de Sergipe, a Sessão Especial de entrega da Medalha da Ordem do Mérito Parlamentar ao Colégio de Orientação e Estudos Integrados (Coesi) e entrega do Título de Cidadania Sergipana à diretora geral da instituição de ensino, Maria Aparecida Santos Nunes. A autoria é do deputado Dr. Samuel Carvalho (CIDADANIA).

Deputado Samuel Carvalho destaca serviços prestados pelo COESI

De acordo com o parlamentar, as homenagens feitas aos representantes do Coesi são muito representativas. “Não somente para a Assembléia Legislativa, não somente para o povo sergipano, mas para toda a sociedade brasileira. Hoje é uma data muito especial por estarmos concedendo a Medalha do Mérito Parlamentar ao Coesi pelos 40 anos de serviço prestado aos sergipanos e o Título de Cidadania Sergipana à Tia Cida como é conhecida a diretora geral, que é alagoana e hoje está se tornando sergipana de fato e de direito. Meus filhos estudam na escola e eu só tenho a agradecer a todos que fazem a instituição ensino de qualidade e a dedicação aos alunos”, afirma Dr. Samuel Carvalho.

Sobre as homenagens, Maria Aparecida agradeceu e falou do amor por Sergipe. “As duas homenagens representam muito para nós que fazemos o Coesi. Eu sou alagoana, mas sergipana de coração; amo muito esse lugar porque é aqui onde eu sou feliz e realizo meus sonhos.  A medalha pelos 40 anos de existência do colégio nos orgulha bastante e nos incentiva a continuar cada vez mais sonhando e vibrando pela educação dos nossos cidadãos, para que sejam homens e mulheres protagonistas e do bem”, observa agradecendo à Alese, em especial ao autor da propositura, aos diretores, coordenadores, professores, servidores, pais e alunos.

Maria Aparecida agradeceu aos familiares e colaboradores

A filha de Maria Aparecida, Carla Eugênia Nunes Brito, exerce a função de diretora pedagógica e destacou a importância da homenageada para a família e para a instituição de ensino. “

Minha mãe é um exemplo e a nossa inspiração. Ela que sempre foi a dona de casa, a educadora e professora que sempre nos ensinou que através da Educação, através do trabalho honesto, da transparência e da ética, a gente consegue alcançar todos os sonhos. Os sonhos dela foram realizados nesta cidade que a recebeu de braços abertos, aonde ela construiu o colégio , que começou com a Escolinha DÓ, RÉ, MI  e estamos completando 40 anos de muito trabalho, envolvendo as crianças, os jovens e entregando um serviço sério e transparente à sociedade sergipana”, enfatiza.

O ex-aluno, ex-professor  e pai de alunas da instituição de ensino, Anderson Sales prestigiou a Sessão Especial.

Ex-aluno e ex-professor Anderson Sales

“É uma alegria muito grande participar destas homenagens  aqui na Assembleia Legislativa de Sergipe. Dona Aparecida é uma batalhadora, uma vencedora e guerreira. Nós moramos em outro estado por um tempo e retornar a Aracaju  tendo a oportunidade de matricular nossas filhas na escola em que eu e minha esposa estudamos é uma memória afetiva que a gente fica muito feliz em poder oferecer a elas”, afirma.

Homemageada

Maria Aparecida Santos Nunes nasceu na cidade de Penedo-Alagoas e reside em Aracaju desde a década de 70. Filha mais velha de Anita Soares e Leonídio dos Santos, sempre teve o sonho de vencer na vida através da educação. Seus pais eram pessoas humildes, trabalhadoras e honestas. Seus estudos foram custeados por seus tios e se deu no Colégio Imaculada Conceição. Seu espírito empreendedor surgiu desde cedo, pois ao mesmo tempo em que estudava, Maria Aparecida exercia sua profissão que era costureira. Ela costurava peças exclusivas e de alto padrão para a sociedade de Penedo. 

Familiares, amigos e colaboradores aplaudiram de pé a homenageada

Quando concluiu os estudos da Educação Básica, passou em três concursos: Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos – Correios, Banco do Brasil e para Professora da rede estadual de ensino de Alagoas. Maria Aparecida abriu mão dos dois primeiros, pois seu sonho era latente e desejava ser professora, seguir sua missão de educar e transformar vidas através da educação. De férias em Aracaju, na casa de sua irmã, ela conheceu seu esposo Adilson (in memoriam), com quem foi casada durante 45 anos. Desta união, nasceram quatro filhos: Carla Eugênia, Márcia Verônica, Adilson Filho e Ulisses.
Já casada e residindo em Aracaju, Maria Aparecida foi aprovada no concurso público para ocupar a vaga de Professora da rede estadual de ensino de Sergipe, mas o desejo de ter seu próprio negócio era o que a motivava a seguir em frente com seus ideais.

Incentivada pelo esposo, ela concluiu o curso de Pedagogia na Faculdade Pio Décimo. Neste mesmo período, em 12 de fevereiro de 1982, a Professora Maria Aparecida fundou a Escolinha Dó-Ré-Mi. Com muita dedicação e compromisso a Escolinha Dó-Ré-Mi logo cresceu e a professora Maria Aparecida sentiu a necessidade de mudar suas instalações e começou a construção de um novo espaço. Na década de 90 ocorreu a mudança para o novo prédio, situado à Rua Oscar Valois Galvão, no Conjunto Leite Neto. A Escolinha Dó-Re-Mi teve o nome mudado para o atual Colégio de Orientação e Estudos Integrados, que atualmente dispõe de todos os três níveis de educação básica: Ensino Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio.

Maria Aparecida com os filhos

Maria Aparecida tem uma história que une vários pontos do empoderamento feminino, por ser uma mulher negra e de origem humilde. Por causa disso, ela passou por muitos desafios, que faziam com que todo o seu potencial esbarrasse em realidade tais como o machismo, humilhações e o racismo enraizados em nossa sociedade. Isso, no entanto, não foi o bastante para parar Maria Aparecida e a sua vontade de crescer, pois era plano de Deus torná-la um exponencial da educação do estado de Sergipe.

A professora Maria Aparecida é reconhecida por ser uma mulher empreendedora, visionária, com essência humilde e corajosa. Dirige com sabedoria e fé há quatro décadas o Coesi, ao lado de suas filhas e de um time de profissionais comprometidos com a educação.

A Sessão Especial foi presidida pela deputada Goretti Reis (PSD). “É um grande honra conhecer a história da professora Maria Aparecida e do COESI. Continue sendo essa mulher guerreira e determinada em lutar pela transformação da sociedade através da Educação. Parabéns à mais nova conterrânea, agora de fato e de direito e a todos que fazem o Colégio”,  afirma Goretti.

Composição da Mesa Diretora presidida pela deputada Goretti Reis

A Mesa Diretora foi composta pela deputada Goretti Reis, o deputado Dr. Samuel, a homenageada Maria Aparecida, as filhas Carla Eugênia (diretora pedagógica) e Márcia Verônica (diretora financeira), o filho Adilson Menezes (diretor de Comunicação e Marketing) e o padre Peixoto, da Catedral Metropolitana. No plenário, familiares, amigos, ex-alunos, ex-professores e colaboradores da escola.

Fotos: Joel Luiz