Por Habacuque Villacorte

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Luciano Bispo, foi entrevistado no programa Política de Verdade, na FM Jubileu, pelo apresentador Tadeu Braga. O parlamentar reiterou o sucesso que tem sido o Fórum Itinerante do Plano de Desenvolvimento Estadual Sustentável de Sergipe (PDES), uma iniciativa da Alese. As duas edições, realizadas em Nossa Senhora do Socorro e Lagarto, estão repercutindo muito no Estado por conta da adesão de prefeitos, vereadores e empresários.

Luciano explicou que pensou na elaboração de um Plano de Desenvolvimento para tentar alavancar a economia sergipana, que chegou a ficar um pouco prejudicada com a chegada da pandemia da covid-19, mas ainda assim os trabalhos foram realizados e concluídos. “Nós escolhemos a Fundação Dom Cabral que é referência nacional. Nossa proposta era séria, havia uma preocupação enorme com Sergipe, tivemos o apoio de todos os colegas deputados e procuramos o que havia de melhor”.

Luciano Bispo e Tadeu Braga

O deputado explicou que a preocupação era apontar os caminhos do desenvolvimento para os gestores atuais e os próximos do Estado e dos municípios sergipanos. “Esse não é plano de governo, mas um projeto de Estado, quando os técnicos analisaram o passado e o presente para projetarem o futuro. O Plano da Alese será referência nacional e já está despertando o interesse de outras Assembleias Legislativas que pretendem fazer o mesmo”.

Luciano explicou que Sergipe tem muitas potencialidades, inclusive precisa avançar muito mais no Turismo. “Temos que quebrar o tabu que o turista só vem a Sergipe para quebrar caranguejo. Aqui ele pode fazer isso, mas também conhecer nossas praias, museus, igrejas, nossa Cultura, pontos na capital e no interior. A presença do turista em Sergipe significa geração de emprego e renda. Representa investimentos. É defendendo essas potencialidades que nós estamos discutindo o Plano nos municípios”.

“A Fundação Dom Cabral fez um estudo belíssimo e nó estamos levando para os sergipanos, pensando no crescimento do nosso Estado. Sergipe só cresce se todos crescermos juntos. Esse plano não pode ficar apenas no papel. A gente conclama a participação efetiva de prefeitos municipais e da classe empresarial. Esse plano vai servir de parâmetro para futuros investimentos e, consequentemente, em novas oportunidades para o nosso povo”, completou o presidente da Alese.

Fotos: Neu Fontes