Por Stephanie Macêdo

O presidente da  Assembleia Legislativa de Sergipe, deputado Luciano Bispo, intermediou na manhã desta segunda-feira, 1, uma reunião entre o presidente da Câmara de Vereadores de Nossa Senhora de Socorro, Roberto Vagner, conhecido como Betinho, e o diretor-presidente do Ipesaúde, Christian Oliveira. Eles dialogaram sobre a celebração de convênio entre a Câmara de Vereadores e o Ipesaúde.

Segundo Luciano Bispo, essa ação reforça o entendimento sobre a importância que o Ipesaúde representa para os beneficiários. “O presidente do Ipesaúde, o Christian, abraçou a proposta feita pela Câmara e colocará em prática a celebração deste importante convênio do Estado e que a população de Socorro merece”, declarou.

No ano de 2020 a Alese aprovou e o Governo do Estado sancionou a Lei 8.804, que altera e acrescenta dispositivos à Lei nº 5853/2006 , que dispõe da criação do instituto. Com isso, o Ipesaúde fortaleceu os seus serviços e possibilitou que mais servidores fossem contemplados pela assistência ao se tornarem beneficiários, bem como seus dependentes.

“Com o convênio celebrado entre o Ipesaúde e a Câmara de Vereadores, será possível que cerca de 103 servidores e seus familiais possam utilizar os serviços de saúde que são prestados pela instituição. Quando fui vice-prefeito de Socorro na gestão passada fizemos esse convênio e os servidores ficaram muito felizes. Agora pretendemos fazer essa parceria novamente, desta feita, para os servidores da Câmara Municipal. Sabemos da importância  de um plano de saúde, e principalmente, nesse momento de pandemia. Por isso buscamos esse convênio”, justificou Betinho, presidente da Câmara de Vereadores de Nossa Senhora de Socorro. 

 

O presidente do Ipesaúde falou da importância do instituto para os servidores  do estado e dos municípios, e lembrou que no momento em que a Casa Legislativa aprovou e o Governo do Estado sancionou a Lei 8.804/2020 foi possível que as prefeituras, bem como as câmaras municipais, pudessem celebrar convênios com o Ipesaúde. 

“A Alese aprovou a retificação da lei agora em 2020, e com isso foi possível a expansão de números de servidores beneficiados com o Ipesaúde por meio de convênio”, declarou, enfatizando que a nova lei também foi extremamente importante para o cenário atual de equilíbrio econômico e financeiros do Ipesaúde.

Fotos: Jadilson Simões