Lei celebra o Dia dos Comitês das Bacias Hidrográficas de Sergipe

Publicada: 20/09/2022 às 9:54

Por Aldaci de Souza – Agência de Notícias Alese

Instituído por meio da Lei nº 9039/2022 aprovada na Assembleia Legislativa de Sergipe, o Dia dos Comitês das Bacias Hidrográficas do Estado, é comemorado em 25 de setembro. Os comitês de bacias hidrográficas atuam como uma espécie de fórum constituído por um grupo de pessoas, com diferentes visões e atuações, visando promover discussões sobre o uso das águas.

A data está inserida no Calendário Oficial de Eventos do Estado de Sergipe e tem por finalidade, fortalecer a promoção de debates das questões relacionadas aos recursos hídricos, além de fomentar a Política Estadual de Recursos Hídricos. 

Com a lei, os órgãos e entidades que  integram o Sistema Estadual de Gerenciamento de Recursos Hídricos e que atuam na implementação da Política Estadual de Recursos Hídricos, “durante o mês de setembro, e especialmente na celebração do “Dia dos Comitês das Bacias Hidrográficas no Estado de Sergipe”, podem desenvolver atividades e programas cuja finalidade esteja relacionada aos
fundamentos dispostos na Política Estadual de Recursos Hídricos”.

Bacias

Em Sergipe existem as bacias dos rios São Francisco, Japaratuba, Sergipe, Vaza-Barris, Piauí e Real. Entre elas, a do rio São Francisco, que corresponde a 8% do território nacional. Estende-se desde Minas Gerais, onde o rio nasce, na Serra da Canastra, até o Oceano Atlântico, onde deságua, na divisa dos estados de Alagoas e de Sergipe.

A Bacia do rio Japaratuba abrange 20 municípios sergipanos: Carmópolis, Cumbe e General Maynard, Aquidabã, Barra dos Coqueiros, Capela, Divina Pastora, Feira Nova, Graccho Cardoso, Japoatã, Japaratuba, Maruim, Malhada dos Bois, Muribeca, Nossa Senhora das Dores, Pirambu, Rosário do Catete, Santo Amaro das Brotas, São Francisco e Siriri.

A Bacia Hidrográfica do rio Sergipe abrange 26 municípios, sendo oito totalmente inseridos: Laranjeiras, Malhador, Moita Bonita, Nossa Senhora Aparecida, Nossa Senhora do Socorro, Riachuelo, Santa Rosa de Lima, São Miguel do Aleixo e 18 parcialmente inseridos: Aracaju, Areia Branca, Barra dos Coqueiros, Carira, Divina Pastora, Feira Nova, Frei Paulo, Graccho Cardoso, Itabaiana Itaporanga D’Ajuda, Maruim, Nossa Senhora da Glória, Nossa Senhora das Dores, Ribeirópolis, Rosário do Catete, Santo Amaro das Brotas, São Cristóvão, Siriri.

Os municípios sergipanos inseridos na Bacia do rio Vaza-Barris são: Carira, Frei Paulo, Pedra Mole, Pinhão, Areia Branca, Campo do Brito, Itabaiana, Macambira, São Domingos, Simão Dias, Lagarto, Aracaju, São Cristóvão, Itaporanga D’ajuda.

A Bacia Hidrográfica do rio Piauí abrange 15 municípios, onde estão totalmente inseridos terras de seis municípios: Salgado, Santa Luzia do Itanhy, Estância, Boquim, Pedrinhas e Arauá e parcialmente nove municípios: Indiaroba, Itabaianinha, Itaporanga D’Ajuda, Lagarto, Poço Verde, Riachão do Dantas, Simão Dias, Tobias Barreto e Umbaúba.

O rio Real nasce no Estado da Bahia mas percorre até sua foz oito municípios sergipanos: Poço Verde, Tobias Barreto, Riachão do Dantas,Cristinápolis. Itabaianinha, Tomar do Geru, Umbaúba e Indiaroba.

Foto: Laboratório de Progeologia da UFS

 

 

 

 

Outras notícias para você