Por Assessoria do Parlamentar

Depois de fazer reiterados apelos públicos ao governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, e ao secretário de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura, Josué Modesto, para que repensem a autorização dada para o retorno das atividades presenciais para os 1º e 2º anos do ensino fundamental, nas escolas, previsto para o próximo dia 10 de maio, o deputado Iran Barbosa (PT) apresentou, na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), uma Indicação solicitando ao governador a imediata revogação dessa autorização, levando em consideração o cenário de aprofundamento da crise sanitária provocada pela pandemia do coronavírus e a possibilidade de aumento dos casos de contaminação e mortes por Covid-19.

A Indicação aponta, ainda, para a necessidade de o Poder Executivo proceder, com urgência, à construção coletiva e participativa de um “Plano Estadual de Retorno às Atividades Presenciais nas Escolas”, cuja elaboração deve contar com a participação de representantes de entidades estudantis, dos sindicatos de professores, de entidades representativas de pais de alunos e no qual devem ser definidas diretrizes mínimas a serem observadas, e que deverá levar em consideração, entre outras coisas, a vacinação prévia dos trabalhadores da educação; o atendimento ao período que os cientistas apontam como necessário para que as pessoas vacinadas adquiram a proteção; e a garantia da aplicação de todos os protocolos de segurança sanitária definidos como essenciais para o funcionamento das unidades de ensino.

“Venho tratando deste assunto e levantando a preocupação com iniciativas, por parte de qualquer esfera de governo, tendentes a forçar o retorno das atividades presenciais nas nossas escolas. Já fiz um apelo público sobre isso, em função do momento crítico em que estamos vivendo, e agora estou apresentando algumas propostas para a análise do Poder Legislativo, com o intuito de assegurarmos que esse retorno se dê de forma mais segura”, disse o parlamentar, em pronunciamento na Alese.