Iran Barbosa fala sobre falta de incentivo ao ensino pelo Governo Federal

Por Wênia Bandeira

O deputado Iran Barbosa (PT) falou sobre a falta de incentivo ao ensino e à ciência por parte do Governo Federal. Ele afirmou que os estudantes da Universidade Federal de Sergipe (UFS) estão sem receber as verbas relativas às bolsas que têm direito.

Os alunos estiveram reunidos com o parlamentar para explicar que houve corte dos investimentos no Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência ocasionado pelos cortes do Ministério da Ciência e Tecnologia.

“Desde setembro, os estudantes que recebem a bolsa de R$ 400 estão sem receber. E estão sem receber porque a política oficial não é de priorização para a educação e para a ciência, não posso aqui defender essa proposta. E os estudantes que são residentes também tiveram suas bolsas cortadas”, disse.

Ele lembrou que são pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconômica e que estando inscritos nessa bolsa não podem receber outro auxílio financeiro. O apelo dos estudantes é para que possa interferir para que isso seja revisto. O deputado pediu que a reitoria da UFS abrace essa causa, já que é um programa que incide diretamente na formação dos professores.

Iran Barbosa salientou que esta é apenas mais uma prova de que o atual Governo não pretende garantir ensino para a população. “O atual Governo Brasileiro conseguiu desmontar toda uma estrutura social que tínhamos montada, reconhecida mundialmente, que tirou o país do mapa da fome, que garantiu renda para as parcelas menos favorecidas da população, que conseguiu garantir que estudantes pobres entrassem na universidade, se mantivessem e se formassem”.

Ele destacou que isso reflete no crescimento da inflação, na falta da comida na mesa e na inexistência de incentivo àqueles que garantem comida para o povo brasileiro. O parlamentar citou os cientistas brasileiros que se negaram a receber premiações do Governo.

As declarações ocorreram no grande expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa de Sergipe.

Foto: Jadilson Simões

Outras notícias para você