O deputado estadual Gustinho Ribeiro (PSD), usou a tribuna no grande expediente da sessão Legislativa na manhã dessa quinta-feira (3), para prestar esclarecimento ao povo de Sergipe, aos eleitores, familiares e amigos o resultado do julgamento do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), pela cassação do mandato dele, além de pagamento de multa no valor de R$ 106 mil e a inelegibilidade por oito anos. “Fui um dos deputados mais bem votados desse Estado, quase 35 mil eleitores que foram às urnas creditar o voto de confiança a mim”, disse acrescentando que, em momento algum utilizou as verbas de forma ilícita.

 

“Eu não vou questionar nem criticar a decisão do TRE, sei da competência dos membros daquele tribunal, mas preciso por dever de honra,  preservar a minha imagem e a imagem dos demais parlamentares dessa casa. É preciso surgir uma voz, respaldada na vontade do povo de Sergipe em defesa dos deputados que estão sendo punidos”, completou Gustinho.

 

Para o parlamentar, mesmo com a decisão desfavorável ele está fortalecido porque, diante do voto do juiz, mesmo não sendo comprovado que houve desvio de recursos públicos, pediu a cassação do mandato e a inelegibilidade, o que lhe dá a opção de recorrer da decisão ao TSE. “Ouvi muitos comentários sobre se eu seria ou não punido por ser filho de um conselheiro do Tribunal de Contas de Sergipe, mas não posso ser julgado e penalizado pelo cargo que meu pai ou meus familiares ocupam. Nos temos outras instâncias para recorrer e vamos fazê-lo porque o Ministério Público Federal reconheceu a inexistência de apropriação de dinheiro público por mim”, desabafou.

O deputado concluiu agradecendo, principalmente aos eleitores e militantes informando que continuará a exercer o mandato que lhe fora outorgado pelo povo.

 

Por Agência Alese de Notícias

Foto: César de Oliveira