O deputado estadual Francisco Gualberto (PT), líder do governo na Assembleia Legislativa, participou ontem (15) de atividades promovidas pelo governador Belivaldo Chagas (PSD) nos municípios de Nossa Senhora da Glória, Monte Alegre e Poço Redondo. Entre as atividades, a distribuição de sementes de milho, a entrega de títulos oficializando a terra para os agricultores que já estão na posse, e uma nova forma de pagamento direto para tratoristas que trabalham nas propriedades.

“Quanto à entrega de sementes de milho a agricultores familiares, é importante porque a semente está sendo entregue no tempo adequado para a produção. Isso significa dizer que a ação do governo foi eficaz, basta um pouco mais de chuva em algumas regiões do sertão e teremos prosperidade este ano”, disse Gualberto. “E não era qualquer semente. Era semente de qualidade, de primeira grandeza. Todos os agricultores que estavam no evento aplaudiram porque perceberam que estavam recebendo material de boa qualidade”, completou.

De acordo com o governo, em Sergipe um grupo de 11.400 produtores familiares do Alto Sertão irá receber cerca de 114 toneladas de sementes de milho este ano. São sementes certificadas de milho das variedades catingueiro e BR 106, e da variedade crioula, que se destinam ao plantio da safra 2018. Um investimento de R$ 1.383.200,00, com recursos estaduais do Funcep – Fundo Estadual de Erradicação e Combate à Pobreza.

Em relação às demais atividades, Francisco Gualberto considerou de grande importância para o desenvolvimento da agricultura familiar em Sergipe. “O segundo momento que destaco foi a entrega do documento oficial da terra para alguns assentamentos. Trata-se de agricultores que já estavam na terra, já plantavam, mas que não tinham a legalidade, por exemplo, para buscar um financiamento”, explicou. Essa autorização de uso de terra beneficiou agricultores da Colônia Agrícola Herbert de Sousa, em Poço Redondo.

A terceira atividade diz respeito à contratação de tratores para limpar o terreno, abrir açudes e executar outras tarefas nas propriedades do sertão. “Para que ao chover eles possam ter água armazenada, isso é fundamental para o sertão, principalmente em período de seca. Havia alguns problemas burocráticos para que o Estado pudesse oferecer esse benefício para os agricultores, mas isso não vai acontecer mais”, garante o líder do governo. Segundo Gualberto, Belivaldo anunciou que será criado um cartão, via Emdagro, para que o próprio agricultor receba um crédito através do Banese para contratar o trator e fazer o pagamento diretamente. “Ele prestará contas a posterior, não mais terá aqueles problemas que sempre existiram com a burocracia”.

Além de Gualberto, os deputados Luciano Bispo e Jairo de Glória representaram a Assembleia Legislativa nos atos. Após Glória, Monte Alegre e Poço Redondo, a comitiva encerrou as atividades na cidade de Canindé do São Francisco.

 

Da Assessoria de Imprensa