Por Kelly Monique Oliveira – Rede Alese

Durante a Sessão Extraordinária da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) desta quarta-feira, 03, a Mesa Diretora do órgão aprovou a indicação no 234, de autoria da deputada estadual Goretti Reis (PSD). De acordo com o texto da propositura, a parlamentar solicita a normalização e reorganização das estratégias para dar continuidade ao acesso aos procedimentos cirúrgicos eletivos em especial àqueles com demanda reprimida identificada, sem abrir mão das normas de segurança e higiene.

“As pessoas que estão com outras doenças a não ser a Covid-19, estão sem atendimento, a não ser em extremo caso de urgência e emergência. Isso é muito preocupante. Portanto, a Secretaria de Estado da Saúde (SES), deve encontrar uma solução, principalmente no que se refere ao andamento das cirurgias”, ressaltou a deputada.

A parlamentar explica que a portaria nº 3.932/2019, define, para o exercício de 2020, estratégias de acesso aos procedimentos cirúrgicos eletivos no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

“Ante a importância na realização de cirurgias eletivas na rede pública de saúde, em virtude da grande demanda, reforça-se a necessidade de um plano que viabilize a liberação dos procedimentos com regras bem definidas, com estratégias que possibilite redimensionamento dos serviços ofertados na rede de serviços, respeitando o número de leitos definidos para o coronavírus”, colocou Goretti Reis.

Foto: Jadilson Simões