O deputado Gilson Andrade (PTC) utilizou a tribuna no pequeno expediente desta segunda-feira, 23, para falar sobre o Dia Nacional de Combate ao Câncer Infanto-Juvenil, celebrado hoje. Segundo ele, é necessária a atenção dos pais e familiares para os sinais e sintomas desta doença que atinge crianças e jovens em que os sintomas envolvem manifestações comuns a outras doenças não malignas como palidez, dor de cabeça, falta de apetite, diarreia e perda de peso, por exemplo.

“Conforme dados do Instituto Nacional de Câncer – INCA, o câncer representa a primeira causa de morte por doença no Brasil entre crianças e adolescentes de 1 a 19 anos. Em 2014 foram quase 3 mil óbitos e ainda segundo o INCA, até o final de 2015, devem ser contabilizados aproximadamente 12 mil novos casos de câncer infanto-juvenil. A experiência do câncer é difícil para qualquer pessoa, seja acompanhando o sofrimento de um parente ou vivenciando o processo de tratamento, mas, a situação se torna ainda mais delicada quando o paciente é uma criança”, explicou.

O parlamentar destacou que nas últimas quatro décadas houve avanço significativo no tratamento da doença resultando na cura de 80% das crianças e adolescentes acometidos se diagnosticados precocemente, por isso, é de extrema importância que os pais levem seus filhos a consultas periódicas com o pediatra e relatem qualquer alteração no comportamento ou corpo da criança. “O câncer infanto-juvenil é uma doença que diferentemente do câncer adulto apresenta rápida evolução, embora ao mesmo tempo tenha um bom prognóstico, portanto, o diagnóstico precoce é a melhor forma de combater esta doença”, salientou.

Por Ascom parlamentar dep. estad. Gilson Andrade (Autimira Menezes)

Foto: Divulgação